Jaguar Land Rover despede 4500 trabalhadores

Atualidade

Por Auto Foco 10-01-2019 19:11

Jaguar Land Rover anunciou que irá suprimir 4500 postos de trabalho, o equivalente a 10 por cento dos seus funcionários e a maioria em cargos de gestão, numa decisão que decorre do plano de reestruturação económica já anunciado pelo fabricante britânico que pretende economizar 2500 milhões de libras, cerca de 2760 milhões de euros, nos próximos 18 meses.

Ralph Speth, presidente da empresa, explica que a mesma enfrenta "múltiplas disrupções geopolíticas e regulatórias, tal como desafios tecnológicos, afirmando que fará uma “aposta forte nos carros elétricos”.

A Jaguar Land Rover, que é propriedade do construtor indiano Tata Motors, esclareceu que a maior parte das supressões de empregos será no Reino Unido, onde o fabricante já eliminou mil postos de trabalho em 2018.

David Bailey, professor de Indústria da Aston Business School, explica que a empresa britânica "enfrenta três grandes choques: a [enorme queda na procura na] China; o abandono progressivo do gasóleo na Europa, do Reino Unido à França, passando pela Alemanha, quando 80 por cento dos carros que vende no mercado europeu são a diesel; e o Brexit, cuja incerteza impactou também o mercado automóvel. Não é o principal fator, mas é um problema."

O maior construtor automóvel britânico registou perdas equivalentes a 390 milhões de euros entre abril e setembro do ano passado.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade