Renault pagou casamento milionário de Ghosn em Versalhes

Atualidade

Por Auto Foco 08-02-2019 16:53

A Renault confirma ter pago 50 mil euros de contributo para as despesas da festa de casamento do seu ex-presidente-executivo Carlos Ghosn, no Palácio de Versalhes, em 2016.

Em comunicado, a fabricante francês afirma que, depois que as auditorias à gestão de Ghosn na empresa, foram iniciadas, em 23 de novembro de 2018, descobriu que uma contribuição de 50.000 euros foi alocada em benefício pessoal de Ghosn, como doação beneficente em parceria com o Palácio de Versalhes, nos arredores de Paris, onde o casamento foi celebrado.

Segundo a Reuters, a Renault decidiu levar imediatamente suas descobertas às autoridades judiciais.

Por sua vez, o advogado de Ghosn, Jean-Yves Leborgne, afirma que o ex-CEO da Aliança não teve conhecimento da contribuição. “O espaço para eventos em Versailles foi disponibilizado sem custos, a título pessoal, a Ghosn, que não sabia que, afinal, seria cobrado à Renault. Ghosn pagou todas as despesas do seu casamento”.

O Palácio de Versailles é um dos monumentos mais famosos de França. A Renault fez um acordo com a entidade que tem a propriedade do imóvel algum tempo antes do casamento de Ghosn, que previa o patrocínio, pelo fabricante, no valor de 2,3 milhões de euros em obras de restauro, em troca de contrapartidas não especificadas no valor de 575 mil euros.

O ex-presidente da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi permanece detido em Tóquio desde novembro do ano passado, suspeito de declarações falsas de rendimentos e abuso de poder na gestão da Nissan.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade