Daimler, Volvo e diversos fornecedores voltam a produzir na China (confira a lista de todas as fábricas encerradas na Europa)

Atualidade

Por Auto Foco 25-03-2020 09:15

Os fabricantes de automóveis estão a retomar a produção nas suas fábricas chinesas ao mesmo temo que noutras regiões a produção está ainda a ser reduzida ou interrompida.

Daimler, Volvo e respetivos fornecedores anunciaram que as suas fábricas na China estão a voltar a entrar em operação, isto à medida que o governo local vai diminuindo as restrições.

Na Índia, Volkswagen, Ford, Renault, Fiat Chrysler, Toyota e Hyundai juntaram-se aos fabricantes domésticas Maruti Suzuki e Mahindra & Mahindra e também encerraram as suas fábricas para ajudar a impedir a propagação do vírus. A medida acontece depois dos construtores terem encerrado as fábricas na semana passada na Europa, Estados Unidos, Canadá e México.

O Grupo Volkswagen anunciou que suspenderá a produção de veículos na Rússia devido a uma escassez de fornecimento na Europa causada pelo vírus.

A Ford disse que a suspensão de produção na Índia começou em 21 de março e será seguida por paralisações na África do Sul, Tailândia e Vietname.

A Toyota está a suspender a produção em cinco fábricas no Japão a partir de 3 de abril. A Mazda está a interromper a produção no Japão, México e Tailândia.

Eis um resumo dos encerramentos de fábricas na Europa:

Aston Martin

A Aston Martin parou a produção nas suas instalações no Reino Unido até 20 de abril.

Grupo Volkswagen

A marca VW suspendeu a produção nas fábricas alemãs de veículos e componentes.

Fábricas da marca VW em Pamplona, ??Espanha; Setúbal, Portugal; e Bratislava, Eslováquia, também estão fechadas.

Além disso, o fabricante interrompeu a produção na Rússia.

A Audi parou a produção nas fábricas de Ingostadt e Neckarsulm, na Alemanha; Bruxelas, Bélgica; e Gyor, Hungria, até segunda-feira, 23 de março

A Skoda suspendeu a produção nas fábricas checas durante duas semanas, desde 18 de março. A produção dos Skoda Octavia, Kodiaq e Karoq na fábrica do fabricante contratado GAZ Group em Nizhny Novgorod, Rússia, será interrompida de 30 de março a 10 de abril.

A Lamborghini interrompeu a produção na sua fábrica em Itália até 25 de março.

A Porsche parou a produção por um período inicial de duas semanas, a partir de 21 de março.

A Bentley parou a produção na sua fábrica em Crewe, Inglaterra, durante quatro semanas, a partir de 21 de março.

A Bugatti suspendeu a produção em Molsheim, França, na sexta-feira, 20 de março, citando interrupções na cadeia de fornecimentos e o fato de ser quase impossível entregar veículos acabados a seus proprietários devido às restrições de viagem implementadas pelos governos europeus.

Grupo PSA

O Grupo PSA encerrou as suas fábricas europeias até 27 de março. A mudança afeta as fábricas que fabricam veículos Peugeot, Citroen e DS, bem como as fábricas da Opel na Alemanha e Polónia e as fábricas da Vauxhall no Reino Unido.

Renault

A Renault encerrou as suas instalações industriais em França, Eslovénia, Marrocos e em Cacia, Portugal, até novo aviso.

A Dacia suspendeu a produção em Pitesti, Roménia, até 5 de abril.

Fiat Chrysler Automobiles

Produção suspensa em Melfi, Pomigliano, Cassino, Mirafiori, Grugliasco e Modena.

As fábricas da FCA em Kragujevac, na Sérvia, e Tychy, na Polónia, também estão fechadas.

Os fechamentos durarão até 27 de março.

Ferrari

As duas fábricas da Ferrari estão fechadas até 27 de março.

BMW

A BMW suspendeu a produção nas suas fábricas europeias e em Rosslyn, na África do Sul, a 20 de março. Paralisações até 19 de abril.

Os encerramentos incluem ainda as operações da Mini e da Rolls-Royce no Reino Unido. O fabricante contratado da BMW em Born, Holanda, Nedcar, que constrói alguns Mini, também parou a produção.

Daimler

A Daimler está a interromper a maior parte da produção da Mercedes-Benz na Europa porque os fornecimentos não estão a ser assegurados.

Ford

A Ford suspendeu a produção de veículos e motores na Europa continental, a partir de quinta-feira, 19 de março. A empresa espera que o encerramento continue por várias semanas. A Ford também parou a produção nas suas fábricas de motores em Dagenham, perto de Londresm, e Bridgend, no País de Gales.

Nissan

A Nissan interrompeu a produção em Sunderland, na Inglaterra, ao avaliar a interrupção da cadeia de fornecimentos e a queda na procura. A Nissan disse que a fábrica permanecerá fechada até novo aviso.

Jaguar Land Rover

Produção interrompida nas fábricas no Reino Unido, a qual pretende retomar na semana de 20 de abril. Suspendeu a produção em Nitra, Eslováquia.

Volvo

A Volvo vai interromper a produção amanhã nas suas três fábricas na Suécia. As fábricas estão programadas para reabrir em 14 de abril. A Volvo parou a produção em Ghent, Bélgica, a 17 de março. A produção em Ghent está programada para reiniciar em 6 de abril.

Toyota

A Toyota suspendeu a produção de veículos e motores / transmissões na Europa em 18 de março até novo aviso.

Hyundai

A fábrica checa da Hyundai suspendeu a produção a partir de segunda-feira, 23 de março, durante duas semanas.

Kia

A Kia parou a produção na Eslováquia a partir de segunda-feira, 23 de março, durante duas semanas.

Honda

A Honda suspendeu a produção em Swindon, Inglaterra, planeando retomar a 6 de abril, mas disse que a reabertura da fábrica dependerá de conselhos do governo e das autoridades de saúde, bem como das condições de mercado e fornecimento.

Continental

O fornecedor está a interromper a produção nas suas fábricas. A Continental recusou-se a fornecer detalhes sobre onde ocorrerão as interrupções.

Robert Bosch

O fornecedor está a reduzir a produção ou a suspender o trabalho em França, Itália e Espanha em resposta à menor procura, falhas na cadeia de fornecimentos e como forma de proteger seus funcionários.

Magna Steyr

Magna Steyr está a interromper a produção em Graz, Áustria e Eslovénia até o fim de março, devido à escassez de peças. O fabricante contratado constrói os BMW Série 5 e Z4; o E-Pace e o I-Pace para a Jaguar; o Classe G da Mercedes; e o Toyota Supra.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade