Ford recicla peças do F-150 para fabricar respiradores médicos

Atualidade

Por VM 26-03-2020 13:42

Os ventiladores dos assentos do Ford F-150, uma bateria de um berbequim, os filtros de um aparelho de ar condicionado e a mangueira de um aspirador transformados num equipamento médico que pode salvar vidas na luta contra o coronavírus.

A Ford, à imagem do passado, quando teve de fabricar para o exército americano durante a 2.ª Grande Guerra Mundial, está na linha da frente do combate à COVID-19, contribuindo para a produção de equipamento médico que escasseia nos hospitais.

A urgência da situação obriga a soluções de recurso, num exercício de engenharia de improvisação. E, neste caso, com a vantagem de todos os componentes estarem atualmente em stock e em produção.

"Ao trabalhar com a 3M e a GE, demos às nossas equipas de engenheiros e designer os instrumentos para que sejam rápidos e criativos para desenvolver soluções que permitam ampliar rapidamente a produção de equipamentos vitais", afirmou Jim Hackett, CEO da Ford.

"Estamos a trabalhar para ajudar a aumentar a oferta de respiradores, protetores faciais e ventiladores que podem ajudar os trabalhadores da saúde, o pessoal dos primeiros socorros, assim como aqueles que foram infetados pelo vírus", conclui.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade