Produção automóvel nacional ‘desacelerou’ 95,7% em abril

Atualidade

Por Auto Foco 14-05-2020 18:41

A informação não surpreende, conhecendo-se o impacto tremendo da pandemia da COVID-19 tanto nas atividades comerciais como nas industriais. Em abril, no frente a frente com o mesmo período do ano passado, a produção de automóveis em Portugal dimininiu 95,7%, para apenas 1238 unidades. De acordo com a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), não foram fabricados quaisquer comerciais ligeiros, o que sucedeu pela primeira vez no nosso País.

 

Os números de abril influenciam, muito negativamente, os do primeiro quadrrimestre de 2020, com decréscimo de 36,3% na produção, comparativamente ao período homólogo do ano passado. No total, em janeiro, fevereiro, abril e março fabricaram-se 78.444 unidades, entre ligeiros de passageiros (63.335), comerciais ligeiros (14.149) e pesados (958).

 

Estes resultados têm, igualmente, impacto negativo na balança comercial portuguesa. Mais de 98% dos automóveis fabricados em Portugal (98,1%) destinam-se ao mercado externo, com a Europa como destino principal das exportações (97,5%). A Alemanha é o destino número um, importando 19,6% das viaturas produzidas no nosso País. Atrás, no topo da tabela, encontram-se França (16,7%), Itália (16,7%), Itália (15,7%), Espanha (11,2%) e Reino Unido (9,9%).

 

As principais fábricas retomaram a produção muito recentemente, mas confrontam-se com queda a pique na procura de automóveis novo no mercado europeu. Logo, prevê-se recuperação lenta na atividade.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade