Ferrari SP48: único e feito à medida

Marca italiana surpreende com superdesportivo de 720 cv, único no mundo.

Vídeos

Por VM 05-05-2022 14:34

Mais exclusivos (e caros!) do que os superdesportivos de produção limitada da Ferrari, só uma edição One-Off, criada ao abrigo do programa Ferrari SP (Special Projects), um exemplar único, para um único cliente, a partir da vontade de um proprietário que participa ativamente do desenvolvimento do projeto juntamente com designers do Centro de Estilo e engenheiros da fábrica de Maranello. Não há outro carro igual no mundo.

O Ferrari SP48 Unica é o mais recente elemento dessa linha de produção mais exclusiva da marca italiana, apresentado como «automóvel-laboratório» e, garantem-no os responsáveis da companhia italiana, desenvolvido sem quaisquer compromissos e não antecipa qualquer modelo de competição nem superdesportivo de produção em série.

Criado sob a batuta de Flavio Manzoni, designer-chefe na Ferrari, o SP48 é berlinetta de dois lugares com base no F8 Tributo de 2019, mais aerodinâmica e agressiva. As alterações ao desenho de fábrica observam-se de todos os ângulos, mas mais evidentes na dianteira, um dos pontos principais do projeto deste modelo único, através do uso intensivo de técnicas de modelagem e prototipagem 3D (manufatura aditiva), que permitiu redesenhar completamente a forma da grelha e as entradas de ar do motor, para alcançar aquilo que a marca italiana define como a peça efeito tridimensional “perfeita”.

De perfil, sobressai a redução da área da janela lateral e a eliminação da janela traseira, para a sensação de que o SP48 Unica foi “esculpido a partir de um único bloco”; atrás, desaparece o óculo em vidro.

Em comparação com o F8 Tributo, as maiores diferenças estão nas entradas de ar dianteiras no para-choques e sob o spoiler traseiro para refrigerar o motor. Cada tomada de ar tem uma rede mais profunda cuja orientação está otimizada em cada secção para maximizar o caudal de ar, para ainda mais eficácia aerodinâmica em condução muito desportiva.

A Ferrari não revelou imagens do interior, mas explica que, mesmo mantendo o desenho da base do F8 Tributo, há diferenças na apresentação do cockpit que foi inspirado na mesma forma hexagonal grafismo do tejadilho, com elementos em fibra de carbono mate, complementada com acabamentos em cinzento ‘Gunmetal e combinações inéditas de cores e materiais, com a utilização de Alcantara negra com perfurações feitas a laser para cobrir parte dos bancos, e apontamentos a vermelho e laranja.

A marca não faz referências a quaisquer modificações à mecânica V8 bi-turbo de 3.9 litros, com potência acrescida para os 720 CV no F8 Tributo.

Com uma potência específica de 185 CV/litro, este motor permite anunciar aceleração de zero aos 100 km/h em apenas 2,9 segundos, atingindo os 200 km/h em 7,8 segundos. A velocidade máxima é de 340 km/h.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Vídeos