Habitáculo bem organizado e funcional, embora as bolsas nas portas sejam estreitas. Cinco anos de garantia geral Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Dois modos de ‘peso’ na direção do Tucson Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Reorganização ergonómica da nova geração do Tucson inclui passagem do monitor tátil do infoentretenimento para zona superior Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Mais espaço em todas as direções, além de superior sensação de desafogo. Pele é opcional. Ângulo das costas dos bancos é regulável Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Os 513 litros cobrem (bem) as necessidades familiares. A chapeleira, manual, poderia ter um encaixe mais simples e correr em calhas laterais Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Hyundai Tucson 1.6 CRDi Premium Tucson é 8,6 cm maior, o que se reflete no espaço e mala Motores 1.6 turbodiesel com consumos abaixo dos 7 l/100 km Dois SUV plenos de originalidade e com preços (bem!) atrativos O Jeep tem interior mais original, além de poder acolher mais elementos de personalização. Comandos dispersos A zona central do painel de instrumentos é digital, mas o grafismo não é o mais claro para leitura imediata da informação Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Sistema UConnect obriga a 1400 € extra Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Bem equipada versão Limited tem revestimentos em tecido e pele. Muito espaço livre, mas o Compass é um pouco mais estreito que o Tucson A chapeleira é solidária com a tampa da mala, não necessitando de intervenção humana. Tal como o interior, a bagageira é mais estreita Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited Jeep Compass 1.6 Multijet Limited

Hyundai Tucson 1.6 CRDi vs. Jeep Compass 1.6 Multijet

Fugir à rotina dentro da moda

CONFRONTO

Por Paulo Sérgio Cardoso 22-11-2018 19:00

Fotos: Gonçalo Martins

A Hyundai mexeu no Tucson na medida certa, mantendo intocáveis os atributos de SUV familiar, espaçoso e com construção à prova de bala. Os retoques surgem em pontos-chave, como na atualização da imagem exterior através de óticas mais límpidas e de vincada personalidade visual, ou ainda no puxar do semblante trialeiro (que tantos gostam de ver associado ao seu carro do dia-a-dia, mesmo que a maior radicalidade de ação dinâmica seja subir passeios em cidade...), através de aplicações em cor contrastante nos para-choques. O elemento mais marcante desta segunda fase de vida do Tucson (que agora chegou ao mercado nacional) não está à vista, tratando-se da adoção da mecânica 1.6 CRDi de 116 cv que surge no lugar da anterior unidade 1.7 CRDi de 115 cv – para cumprimento de normas ambientais.

O Compass tem na imagem de jipe, que a Jeep não dispensa, um dos fatores de encanto, precisamente pela colagem ao emblemático Willys. O design une bem as pontas soltas da moda com os traços da marca, permitindo, até, elementos de personalização que o Tucson desconhece, caso da possibilidade da pintura bi-color, com tejadilho em tom contrastante à restante carroçaria. Este é um dos muitos elementos que permite ao Compass sobressair na paisagem automóvel marcadamente SUV, com personalização massificada também a diversos elementos do habitáculo, caso das diversas possibilidades para revestir os estofos, que na versão Limited surgem já cobertos de um misto de tecido e pele – no Tucson Premium, os estofos em pele obrigam a pagamento extra.

Sendo maior por fora, o Hyundai é oferece também maior habitabilidade e bagageira de dimensão superior, apresentando-se como um dos SUV do seu segmento  com melhores desígnios familiares. O Compass também tem interior bem aproveitado mas, nos lugares traseiros, o Tucson oferece mais 5 cm em largura ao nível dos ombros e mais 2 cm em altura. Para mais, o habitáculo do modelo coreano, com superior superfície vidrada, é o que oferece a maior sensação de desafogo interior. A vincar o bem-estar dos passageiros, é possível ajustar o ângulo das costas do banco traseiro na proporção 60/40.

Ligeiramente mais baixo, o Compass acaba por recolher frutos na acessibilidade, até porque o Tucson inclui estribos laterais proeminentes que em nada facilitam entradas e saídas do habitáculo. Os planos de carga das malas são semelhantes, mas o acesso do Jeep é mais favorável graças à utilização de chapeleira solidária com a abertura e fecho do portão da bagageira. Melhor é também o Compass noutros aspetos práticos, como as dimensões das bolsas nas portas, bem mais largas e úteis para arrumação do que as mais estreitas do Hyundai. E, no Jeep, entre a bagageira e o habitáculo existe abertura para o transporte de objetos mais compridos.

Já na qualidade geral, a solidez de construção do Tucson fica bem patente na total ausência de ruídos e na enorme resistência dos materiais. É_certo que proliferam plásticos rijos nas zonas inferiores, mas existindo coerência visual aos restantes e sem que se possa apontar o dedo à qualidade das ligações físicas. A par desta sensação, as atualizações ergonómicas dão frutos na agora superior facilidade de interação com as funções do sistema de infoentretenimento, a cargo de monitor tátil de grandes dimensões, em posição saliente no topo do tablier, e mais à mão do condutor. Junto da alavanca da caixa de velocidades, sobram apenas botões afetos à condução, como os modos de assistência da direção (Conforto e Desportivo) ou do controlo de velocidade em descida. Travão de mão elétrico também surge de série. No Jeep, não obstante a originalidade das formas da consola central, tablier e painel de instrumentos, há comandos espalhados por diversas zonas. A instrumentação, embora completa e com elementos digitais ao centro, resulta por vezes um pouco confusa e tem leitura que não é totalmente imediata.

A adoção da mecânica 1.6 CRDi é um dos principais trunfos da atualizada geração do Tucson. Não existem ganhos nas acelerações à anterior unidade 1.7, mas é evidente a superior elasticidade do novo motor, muito homogéneo nas transições entre baixos e médios regimes, com essa sensação a ficar refletida nos valores das recuperações, melhores que antigamente. Paralelamente, este recente bloco alarga os dotes de suavidade à insonorização, quer a velocidades constantes em autoestrada, quer mesmo em aceleração. Ainda assim, e ao peso e pretensões familiares do Tucson, a versão de 136 cv deste mesmo motor deverá apresentar desempenho mais adequado ao modelo... Os 120 cv da unidade 1.6 Multijet do Compass são ligeiramente mais expeditos na resposta ao acelerador – além de que a relação peso/potência é sobejamente mais favorável ao Jeep –, modelo cuja condução em cidade sai facilitada devido às dimensões mais contidas, mesmo que a câmara traseira (de série no Hyundai) surja apenas associada ao opcional sistema de navegação (também de série no Tucson Premium). Mas não podemos esquecer o facto do Compass oferecer mais possibilidade de personalização e até mesmo a inclusão (em opção), de elementos de segurança e ajuda à condução, como a travagem autónoma em situação de emergência ou a assistência de faixa de rodagem.

O contacto das rodas do Hyundai com a estrada é mais silencioso, refletindo o trabalho mais refinado das suspensões, sempre com menor sinal de ataque às irregularidades. Taragem que se mostra igualmente eficaz na contenção dos movimentos laterais da carroçaria em curva, quando o Jeep acaba por adornar e perder precisão.

Nesta atualização do Tucson, a Hyundai apurou elementos que lhe tornam imagem e a condução mais refinadas. A nova disposição ergonómica do tablier, com monitor tátil em posição mais altaneira, e a suavidade mecânica do recente 1.6 CRDi (mesmo com performances modestas) voltam a colocar este produto como uma das mais racionais propostas do mercado, facto a que não será alheio a qualidade de fabrico e os cinco anos de garantia geral. O Compass tem no semblante exterior e no arranjo do habitáculo dois pontos emotivos. O motor é mais pujante e a condução em cidade é facilitada pelas dimensões exteriores mais contidas.

Ler Mais

Ficha Técnica

Características

HYUNDAI TUCSON

1.6 CRDi Premium

JEEP COMPASS

1.6 MultiJet Limited

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha 4 cilindros em linha
Capacidade 1598 cc 1598 cc
Alimentação Inj. direta CR, TGV, Intercooler Inj. direta CR, TGV, Intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16v 2 a.c.c./16v
Potência 116 cv/4000 rpm 120 cv/3750 rpm
Binário 280 Nm/1500-2750 rpm 320 Nm/1750 rpm
Transmissão
Tração Dianteira Dianteira
Caixa de velocidades Manual de 6 velocidades Manual de 6 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson Ind. McPherson
Suspensão T Ind. multibraços Ind. multibraços
Travões F/T Discos ventilados/Discos Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11 m Elétrica/11,1 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,480/1,850/1,645 m 4,394/1,819/1,635 m
Distância entre eixos 2,67 m 2,636 m
Mala 513-1503 litros 438 litros
Depósito de combustível 62 litros 60 litros
Pneus F 7jx18 - 225/55 R18 7jx18 - 225/55 R18
Pneus T 7jx18 - 225/55 R18 7jx18 - 225/55 R18
Peso 1664 kg 1519 kg
Relação peso/potência 14,5 kg/cv 12,6 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 175 km/h 188 km/h
Acel. 0-100 km/h 11,8 s 10,7 s
Consumo médio 4,9 l/100 km 44 l/100 km
Emissões de CO2 130 g/km 117 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 5 anos sem limite de km 2 anos sem limite km
Pintura/Corrosão 3/12 anos 3/12 anos
Intervalos entre revisões 15000 km 20000 km
Imposto de circulação (IUC) 179,05 € 145,05 €

Medições

HYUNDAI

Acelerações
0-50 km/h 4 s
0-100 / 130 km/h 12,2/21,6 s
0-400 / 0-1000 m 18,4/34 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 5,8 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 6,6/7,8/10,8 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 9,7/11,6/17,3 s
Travagem
100-0/50-0km/h 36,6 / 9,1 m
Consumos
Consumo médio 6,4 l/100km
Autonomia 968 km

Medições

JEEP

Acelerações
0-50 km/h 3,9 s
0-100 / 130 km/h 11,7 s
0-400 / 0-1000 m 18 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 5,4 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 7,8/9 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 9,6/11,2 s
Travagem
100-0/50-0km/h 39,5/9 m
Consumos
Consumo médio 6,8 l/100km
Autonomia 882 km