Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI A Hyundai anuncia 361 litros, mas a mala do Kauai tem reduzida altura entre piso e chapeleira. Por baixo, zona compartimentada A posição de condução do Kauai é mais convencional, ou seja, mais berlina que SUV, por ser mais baixa e melhor enquadrada que a do Captur Câmara traseira com boa definição no Kauai Interior sólido, menos original, mas de ergonomia simplificada Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Kauai sem igual na análise mais pragmática à economia Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI Hyundai Kauai 1.0 T-GDI O Captur tem mais locais de arrumo. Pele nas portas e nos bancos Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive Sistema de navegação de série no Renault Renault Captur TCE 130 Exclusive A mala do Captur é mais proveitosa, com o piso a poder ser colocado em duas alturas, ora fazendo alçapão, ora propondo mais altura Renault Captur TCE 130 Exclusive O interior do Captur é mais largo e alto, além de contar com a possibilidade de ajuste longitudinal do banco posterior, embora por inteiro Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive O ‘4 cilindros’ da Renault é mais suave e menos ruidoso Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive Novo motor 1.3 TCe ‘anima’ Renault Captur Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive Renault Captur TCE 130 Exclusive

Renault Captur TCE 130 Exclusive vs Hyundai Kauai 1.0 T-GDI

Pequenos a gasolina em ‘alta’

CONFRONTO

Por Paulo Sérgio Cardoso 09-06-2019 09:05

Fotos: Gonçalo Martins

Neste 2019, que poderá ficar conhecido na história europeia do automóvel como o início da caça às bruxas do Diesel, muitos fabricantes estão a apontar baterias para o lançamento de novos e pequenos motores a turbo a gasolina, como seja o caso da Renault. Para o efeito, tratara-se de unidade de 4 cilindros de 1,3 litros de capacidade, desenvolvida em parceria com a Mercedes, e que está já a espalhar a sua fé da mudança em vários modelos, incluindo no Captur – que, em Portugal, continua a ser o mais procurado dos pequenos SUV.

Sucesso comercial que pode também ser apontado ao Hyundai Kauai. Continuam as listas de espera para entrega, o que estará intimamente ligado a forte conjugação de fatores: o Kauai tem formas originais, motor 1.0 turbo a gasolina de 120 cv e preço atrativo.

Neste balanço inicial, o motor 1.3 TCe permite ao Captur destacar-se na potência, com reflexos evidentes nas performances, ao rubricar ótimas acelerações. A nova mecânica a gasolina (com filtro de partículas) apresenta-se, igualmente, muito disponível nos baixos e médios regimes, sem hiatos e fortalecida pelo equilíbrio da arquitetura de 4 cilindros, mais suave e menos ruidosa face ao bloco de 3 cilindros da Hyundai. Que, não podendo ser catalogado como barulhento, não consegue ombrear com o trabalhar oleado com que o novo 1.3 TCe trabalha, ou mesmo na forma quase impercetível de atuar do stop-start nas filas de trânsito urbano.

O motor do modelo coreano resolve muito bem todas as situações do dia-a-dia, mas sente-se a menor capacidade interna (1 litros vs 1,3 litros) quando lhe é pedida a manutenção de ritmos mais altos em autoestrada. Nessas situações, o 1.3 TCe não só é mais competente, como ainda não pede em troca quantidades extra de combustível. Olhando para os consumos aferidos, existe proximidade entre ambos, em torno dos 6,5 l/100 km, mas a vantagem para o Renault justifica-se pela inferior flutuação das médias com o aumento da velocidade – no Hyundai, não é descabido ver o computador de bordo indicar valores perto dos 8 litros.

Continuando a ter as contas como foco da análise, o Kauai mostra toda a sua competitividade comercial ao ser proposto por pouco mais que 20 mil euros, sem penalizar sobremaneira a dotação de equipamento de série: conte-se com jantes de 18’’ (atenção ao preço dos pneumáticos na altura de troca...), tejadilho pintado a negro, climatização automática, câmara traseira e sensores atrás. Neste particular, a versão Exclusive do Captur, quase 3000 € mais cara, tenta compensar com iluminação exterior a cargo de (poderosos) faróis LED, pintura metalizada com tejadilho em cor contraste, aplicações em pele nos bancos e nas portas, navegação e cartão Mãos-livres.

A par deste recheio mais atraente, o Captur é o que melhor interpreta o lado familiar do conceito SUV, com carroçaria mais alta (tal como a posição de condução), acesso facilitado a habitáculo e mala, mais espaço em todas as direções e superior proliferação de locais de arrumo (abertos e fechados) com destaque para a ampla gaveta a fazer de porta-luvas. O banco traseiro do Captur pode ser ajustado longitudinalmente, permitindo oferecer mais espaço para ocupantes ou para mala, consoante as necessidades de utilização. Por sua vez, a bagageira conta com plataforma amovível que permite organizar o compartimento à medida das necessidades de utilização, sendo que o rebater dos bancos posteriores cria plataforma plana com a mala.

O interior do Kauai é quase tão largo como o do Captur, mas a inferior altura entre os assentos e o teto não permite que se obtenha a mesma sensação de espaço e liberdade a bordo. Se no equipamento de conforto o coreano perde para o SUV francês, acaba por sair na frente no que respeita aos elementos de segurança, propondo, de série, alerta para transposição involuntária da faixa de rodagem com intervenção automática no volante e ainda alerta de cansaço do condutor.

O cenário de suavidade do Renault alarga-se à forma serena e confortável com que as rodas pisam o alcatrão, com reduzidas oscilações a chegaram ao habitáculo. Neste particular, o Hyundai é um pouco mais firme e seco, mas que não é de estranhar face à escolha por pneus de perfil mais baixo. O que, em conjunto com a carroçaria mais próxima ao alcatrão, faz do Hyundai o mais dinâmico e envolvente de conduzir, mais próximo da estrada e com posição de condução bem conseguida, até porque, à volta do condutor, todos os comandos estão bem colocados, em particular o monitor central tátil.

A nova motorização turbo a gasolina trouxe novo ímpeto ao Captur, não só pelas performances, como também pela suavidade e disponibilidade de utilização. A arquitetura de 4 cilindros marca pontos pela forma oleada e quase inaudível como evoluiu na escala de rotações e com consumos referenciais para o segmento. O Hyundai Kauai mantém a racionalidade, com preço atrativo, mecânica viva e dinâmica assertiva. Mas é menos espaçoso e versátil que o Captur.

Ler Mais

Ficha Técnica

Características

HYUNDAI KAUAI

1.0 T-GDI

RENAULT CAPTUR

TCE 130 Exclusive

Motor
Arquitetura 3 cilindros em linha 4 cilindros em linha
Capacidade 998 cc 1332 cc
Alimentação Injeção direta, turbo Injeção direta, turbo
Distribuição 2 a.c.c./12v 2 a.c.c./16v
Potência 120 cv/6000 rpm 130 cv/5000 rpm
Binário 172 Nm/1500-4000 rpm 220 Nm/1500-3500 rpm
Transmissão
Tração Dianteira Dianteira
Caixa de velocidades Manual de 6 velocidades Manual de 6 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson Ind. McPherson
Suspensão T Eixo de torção Eixo de torção
Travões F/T Discos ventilados/Discos Discos ventilados/Tambores
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/10,6 m Elétrica/10,7 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,165/1,800/1,550 m 4,122/1,778/1,566 m
Distância entre eixos 2,6 m 2,606 m
Mala 361-1143 litros 377 (455) - 1235 litros
Depósito de combustível 50 litros 45 litros
Pneus F 235/45 R18 205/55 R17
Pneus T 235/45 R18 205/55 R17
Peso 1308 kg 1304 kg
Relação peso/potência 10,9 kg/cv 10 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 181 km/h 200 km/h
Acel. 0-100 km/h 12 s 10,2 s
Consumo médio 6,4 l/100 km 6,5 l/100 km
Emissões de CO2 146 g/km 148 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 5 anos sem limite de km 5 anos ou 100.000 km
Pintura/Corrosão 3/12 anos 3/12 anos
Intervalos entre revisões 15000 km 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 137,26 € 171,18 €

Medições

HYUNDAI

Acelerações
0-50 km/h 3,3 s
0-100 / 130 km/h 10,1 s
0-400 / 0-1000 m 17,1/31,9 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 5,8 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 6,2/8/10,8 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 9/12,2/15,1 s
Travagem
100-0/50-0km/h 36,6/9,4 m
Consumos
Consumo médio 6,6 l/100km
Autonomia 757 km

Medições

RENAULT

Acelerações
0-50 km/h 3,5 s
0-100 / 130 km/h 9,4 s
0-400 / 0-1000 m 16,8/30,6 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 5,4 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 5,5/7/9,9 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 8,1/10/13 s
Travagem
100-0/50-0km/h 37,2/9,3 m
Consumos
Consumo médio 6,4 l/100km
Autonomia 703 km