Elétricos da Hyundai fazem mais de 1000 km com uma carga de bateria

Teste de eficiência com duração de três dias permitiu obter registos impressionantes: todos os SUV em pista conseguiram mais do que duplicar a autonomia anunciada de fábrica!

Atualidade

Por VM 15-08-2020 10:00

Marca com objetivos de crescimento na Europa, a Hyundai acelera para a linha da frente da eletrificação do automóvel. Prova-o com a decisão estratégica de criar uma submarca, a Ioniq, para responder à crescente procura pela tecnologia e acelerar rumo ao objetivo do consórcio sul-coreano de liderar o mercado ecomobilidade, com três novos automóveis 100% elétricos, a lançar no mercado até 2023. Mas também com soluções no imediato. Com o Kauai Electric, por exemplo, o construtor coreano combina a tração totalmente elétrica com o formato da moda (Sport Utility Vehicle), fórmula determinante para o êxito da massificação da tecnologia que mais acelera a diminuição de consumos e emissões de escape. E com resultados que permitem cada vez mais o estatuto de alternativa exequível aos motores de combustão. A marca acaba de estabelecer um recorde de autonomia para automóveis elétricos, depois de três exemplares do SUV ultrapassaram a marca de 1.000 quilómetros com uma única carga de bateria.

Em pista duplicaram a autonomia anunciada

Três unidades do Kauai Electric, em pista, só pararam por estarem sem energia exatamente a partir dos 1.018,7, 1.024,1 e 1.026,0 quilómetros. Os modelos, todos equipado com a bateria standart de 64 kWh de capacidade, mais do que duplicaram a autonomia anunciada pelo fabricante, que é de 484 quilómetros, homologados de acordo com o ciclo WLTP. Significam os impressionantes números finais que as médias de consumo de energia foi de 6,28, 6,25 e 6,24 kWh/100 km, muito inferiores ao valor padrão de 14.7 kWh/100 km.

No circuito de Lausitzring, os três automóveis foram controlados alternando os condutores durante os seus três dias de utilização e o sistema de assistência dos veículos permaneceu intocado. Estes dois fatores são pré-requisitos fundamentais para a importância da missão de autonomia da Hyundai. A Dekra, a organização especializada que desde 2017 tem vindo a operar em Lausitzring, assegurou que tudo ocorresse dentro do planeado durante a tentativa bem-sucedida de registo de eficiência. Um desafio para os 36 condutores que participaram no teste, que exigiu concentração e paciência.

A marca explica que “três equipas competiram entre si em Lausitzring: uma equipa de condutores teste da conceituada revista Auto Bild, uma com técnicos do Departamento de Após-Venda da Hyundai Motor Deutschland e outra equipa com membros do Departamento de Comunicação e Marketing de Produto. Apesar do uso do ar condicionado não ter sido proibido, nenhuma das equipas quis correr o risco de uma condução com ar condicionado com uma temperatura exterior de 29ºC para não prejudicar os resultados de autonomia. Pela mesma razão, o sistema de entretenimento do KAUAI Electric permaneceu desligado todo o tempo, sendo a energia disponível utilizada exclusivamente para a propulsão. Apenas a luz de condução diurna permaneceu ligada, de modo a cumprir com os requerimentos legais de condução. Foram utilizados os convencionais pneus de baixa resistência Nexan Nfera SU1 no tamanho 215/55R17”.

A velocidade média das equipas após percorrerem uma distância de mais de 1.000 quilómetros foi entre 29 e 31 km/h. “Com este teste, o KAUAI Electric demonstrou o seu potencial e eficiência como um SUV de estilo de vida ecológico,” afirma Jürgen Keller, Diretor Executivo da Hyundai Motor Deutchland GmbH. “Isto prova a sua aptidão para o uso diário e mostra que, no que refere aos nossos veículos elétricos, a ansiedade relacionada à autonomia deve ser algo do passado.”

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade