No trilho das lendas: Singer recria 911 mítico dos ralis

Inspirada nas performances do icónico carro de ralis da Porsche, a Singer aceitou recriá-lo recorrendo a tecnologia moderna.

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 10-01-2021 11:45

Em 2012, a Porsche decidiu homenagear o seu célebre carro de ralis 911 SC Safari de 1978 (que se destacou, por exemplo, no africano Rali Safari, competição com um traçado total de 5000 km através da selva queniana), e criou o ‘concept’ Vision Safari. Este protótipo, pelas suas características muito específicas e a temporalidade que lhe é indissociável, não voltou a ser mencionado. Mas o conceito ganhou adeptos. E a prova aqui está: a Singer, empresa especializada no restauro e preparação de Porsche clássicos, atreveu-se seguir o trilho deixado pelos designers da marca da marca Estugarda e avançou para a produção do espetacular projeto All-terrain Competition Study (ACS), um 911 preparado para competir em todo-o-terreno, em provas tão exigentes como o Dakar.

O radical modelo satisfaz o pedido especial de um cliente da Singer, inspirado no ‘Safari’ de 78, mas também noutras criações icónicas da Porsche, como os 911 RS e o 959 da década de 80. Na base, um 911 (964) de 1990, profundamente transformado para resistir no ‘elemento’ em que se glorificou o modelo inspirador, os duros troços da selva africana, em pistas de terra batida, areia e pedras.

Com a Singer colaborou Robert Tuthill, conhecido pelo seu talento e engenho na construção de carros de ralis com base no 911, vencedor do duríssimo Rali Clássico Safari da Costa Africana na edição de 2019. Juntos trabalharam no reforço do chassis deste 911 ACS, também no reforço da suspensão (com oito amortecedores) de curso aumentado e aumentando (muito!) a distância ao solo.

Alguns dos painéis da carroçaria originais foram substituídos por novos em fibra de carbono, a tração é integral permanente, com diferenciais à frente, atrás e ao centro, enquanto o motor de seis cilindros bi-turbo de 3.6 litros com 450 cv de potência surge associado a uma caixa sequencial de cinco velocidades derivada da competição.

Nas ligações ao piso, competentíssimos VF Goodrich All-Terrain em jantes de alumínio forjado de 16 polegadas. No interior, bancos de competição e ‘roll-cage’ aprovada pela Federação Internacional do Automóvel (FIA).

Duas unidades do 911 ACS foram encomendadas à Singer, um gizado para ralis em terra ou areia, e outro, na cor Corsica Red, para provas em asfalto.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade