PSA decide abandonar Peugeot 108 e Citroën C1

Atualidade

Por Auto Foco 15-10-2020 14:39

Depois de vender a sua participação na ‘joint venture’ checa com a Toyota, o Grupo PSA decide interromper a produção do Peugeot 108 e do Citroën C1. Fontes citadas pela Reuters, revelaram que a PSA pretende retirar-se de um segmento cada vez menos lucrativo, antes de concluir a sua fusão com a Fiat Chrysler.

“O Grupo PSA está a sair do segmento A, da forma como este é atualmente, que tem feito muitos fabricantes acumular perdas financeiras na Europa”, afirmou uma das fontes referidas pela Reuters.

O fabricante francês recusou comentar os planos imediatos para aqueles dois citadinos a gasolina, esclarecendo que está a analisar que produtos atenderiam melhor às expectativas dos clientes neste segmento, enquanto pondera a sua viabilidade perante as cada vez mais restritivas as metas de emissões europeias. “Isso significa uma reflexão com ideias novas e disruptivas”, disse um porta-voz da marca francesa.

A fusão com a FCA aumentará as opções para a PSA, uma vez que que a primeira ainda não está pronta a abandonar os seus modelos mais compactos e numa altura em que Fiat 500 já está disponível em versão exclusivamente elétrica.

“Os projetos atuais podem ser substituídos por novos viabilizados pela fusão com a FCA”, acrescentou a mesma fonte. “A fusão está a alterar todos os cenários, e no caso do segmento A, que desde o primeiro 500 ao Panda é indissociável da história da Fiat, a mudança é ainda mais delicada”.

PSA e FCA planeiam concretizar a sua fusão no primeiro trimestre de 2021, de que resultará a criação de uma nova empresa chamada Stellantis.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade