Mercedes-Benz EQS estreia ecrã gigante com 56'' e inteligência artificial

Na berlina de luxo elétrica da Mercedes-Benz, a estreia do MBUX Hyperscreen, evolução do sistema operativo recém-apresentado no novo Classe S, maior, mais moderno e com capacidade para… aprender.

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 08-01-2021 12:47

A nova berlina elétrica de topo da Mercedes-Benz aponta ao estatuto de referência em matétia e sofisticação e no capítulo da tecnologia. Entre as muitas inovações do EQS estará o impressionante sistema de infoentretenimento MBUX na versão mais recente com Hyperscreen, com ecrã de 56 polegadas, 142 cm de largura, cobrindo uma área de 2432,11 cm2.

O painel digital curvo, que é na verdade compostos por três ecrãs com tecnologia OLED (um no lugar da instrumentação, outro ao centro, para o infoentretenimento, e um terceiro à frente do passageiro dianteiro) usa a mais recente geração de inteligência artificial para que tanto o ecrã, como o sistema operativo apresentem capacidade de adaptação ao utilizador, podendo inclusivamente fazer sugestões personalizadas para diversas funções de multimédia, conforto e outras.

'Feedback háptico'

Graças à designada camada zero, o utilizador não necessita de percorrer todos os submenus nem fornecer comandos de voz. As aplicações mais importantes são sempre fornecidas no nível superior e numa vista descritiva em função da situação e do contexto. Desta forma, o condutor do EQS não necessita de realizar inúmeras etapas de operação.

Há um total de 12 atuadores sob o ecrã tátil para o feedback háptico durante a operação. Se o dedo tocar nalguns pontos, ativam um ponto de vibração notório para o utilizador. Duas camadas de cobertura reduzem os reflexos e tornam a limpeza mais fácil. O vidro curvo é resistente a riscos. Em resposta a caso de acidentes, existem pontos de quebra predeterminados graças à sua estrutura em ninho de abelha na camada inferior.

O equipamento de ponta conta com oito núcleos CPU, com memória RAM de 24 GB e 46.4 GB por segundo de largura de banda de memória RAM.

Baseado no concept Vision EQS, a berlina de produção será a primeira da Mercedes EQ a recorrer à estreante Arquitetura de Veículos Elétricos, do Grupo Daimler, que deverá ser apresentada, em antecipação, no próximo ano. Prevê-se que outros quatro novos modelos venham a ser construídos sobre a plataforma para BEV, incluindo um SUV para o segmento do EQS.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade