Morreu Hannu Mikkola

Piloto finlandês, campeão do mundo de ralis em 1983, partiu aos 78 anos.

Atualidade

Por VM 27-02-2021 10:31

Nascido a 24 de maio de 1942, em Joensuu, na Finlândia, Hannu Mikkola foi um dos pioneiros da escola de ‘finlandeses voadores’.

Estreou-se no mundo dos ralis com 21 anos, ao volante de um Volvo PV 544. E, em 1968, a vencer no nacional de ralis.

Um ano antes, experiência agridoce no Europeu de Ralis, no Rali de Monte Carlo de 1967, onde rodou em 5.º, antes do despiste que o impediu de seguir em prova. A primeira vitória no campeonato surge logo no ano seguinte, no Rali dos 1000 Lagos, com o Ford Escort Twin Cam.

A Ford é a primeira equipa oficial da carreira de Hannu Mikkola, com o competentíssimo Escort como o automóvel para o sucesso. Seguem-se as vitórias no rali-maratona Londres-México, em 1970, e no Rali Safari (foi o primeiro europeu a vencer esta prova), em 1971.

Em 1978, no Rally de Portugal, assina duelo memorável com Markku Alen, com o vencedor a decidir-se apenas na última noite de Sintra, com Mikkola a perder o confronto com o compatriota da FIAT.

Já era considerado um dos pilotos mais rápidos da sua geração quando foi contratado pela Audi, para ajudar a desenvolver o mítico o Quattro, com que viria a sagrar-se Campeão do Mundo em 1983, à frente do alemão Walter Röhrl, então na Lancia. Nesse ano, ainda com o co-piloto sueco Arne Hertz, o finlandês voava: vitórias na Suécia, Portugal, Argentina e 1000 Lagos e três segundos lugares, nos ralis Safari, Costa do Marfim e RAC.

Mikkola manteve-se na Audi até 1987, mudando depois para a Mazda, equipa com que manteve ligação até à sua retirada em 1993.

 

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade