Confirmado: Mercedes EQE e AMG elétrico estreiam para Munique

Consórcio alemão anunciou oito estreias para a edição-2021 do Salão de Munique; cinco são modelos 100% elétricos.

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 30-07-2021 15:39

No IAA MOBILITY 2021 em Munique, certame que substitui o salão de Frankfurt no calendário das grandes exposições do automóvel, entre os dias 7 e 12 de setembro, a Mercedes-Benz irá apresentar autêntica constelação de novidades. A estrela maior será o EQE, com imagem inspirada no EQS, que se posiciona no topo da gama cada vez maior de automóveis elétricos da Mercedes e tem versões capazes de percorrerem até 770 km entre recargas das baterias!

O plano de eletrificação da Mercedes estender-se-á de forma mais expressiva e impactante à AMG, e o primeiro modelo exclusivamente a baterias da divisão desportiva da marca alemã será revelado na edição de estreia da mostra bávara.  

Entre as novidades da AMG estará também a berlina superdesportiva com tecnologia híbrida Plug-In (V8 4.0 biturbo, caixa automática de 9 velocidades e motor elétrico alimentado por bateria de iões de lítio com 6,1 kWh de capacidade). A divisão desportiva confirmou o lançamento do 73e, mas não revelou ainda quaisquer performances.

Também a Mercedes-Maybach irá mostrar um protótipo elétrico que homenageia os 100 anos do fabricante de automóveis. E a smart revela em estreia absoluta o seu primeiro SUV totalmente elétrico.

EQB acima do EQA

Em estreia europeia no salão de Munique, ainda a versão elétrica do GLB, que a marca da estrela posicionará na gama acima do EQA e abaixo do EQC. O terceiro SUV da gama EQ da Mercedes diferencia-se por poder contar com sete lugares. Atualmente, apenas os Tesla Model X e Model Y têm mais de cinco... Segundo a marca alemã, na terceira fila de bancos, opcional, admitem-se apenas passageiros até 1,65 m de altura. A capacidade da mala atinge 495 l (versões de 5 lugares) ou 465 litros (7 lugares). Os bancos da segunda fila movimentam-se longitudinalmente (e colocando-os na posição mais avançada, somam-se 190 litros à bagageira).

Desconhece-se a extensão da gama, mas a Mercedes promete versões com tração dianteira e quatro rodas motrizes, com potências «acima dos 272 cv». Na Europa, bateria com «capacidade útil de 66,5 kWh», como acontece no EQA 250 com 190 cv e tração dianteira. Potências de carregamento: 11 kW (corrente alterna) e 100 kW (corrente contínua).

O EQB fabrica-se na Hungria, na mesma linha de montagem das versões híbridas Plug-In de Classe A e CLA.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade