AUTO FOCO na apresentação do Peugeot 9X8 em Portimão

Atualidade

Por Auto Foco 20-05-2022 17:55

A Peugeot Sport apresentou o 9X8, hipercarro desenvolvido para a categoria de topo do Campeonato do Mundo de Resistência (WEC), esta sexta-feira, no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

Menos de um ano depois da apresentação da maquete que serviu de base ao ‘concept car’ e cinco meses após o início do programa de testes em pista, o Peugeot 9X8, que marca o regresso do construtor francês ao WEC e às 24 Horas de Le Mans, foi revelado, ao vivo e a cores, à Imprensa internacional, em Portugal.

A estreia em competição do hipercarro híbrido da Peugeot está programada para 10 de julho, nas 6 Horas de Monza, em Itália, a ronda 4 da temporada de 2022 e do WEC, e a primeira participação do 9X8 nas 24 Horas de Le Mans acontecerá em 2023, nos 100 anos da mais mítica corrida de resistência.

O 9x8 é um protótipo híbrido elétrico de quatro rodas motrizes, alimentado por um conjunto mecânico concebido pela Peugeot Sport, departamento de competição do fabricante do emblema do leão, que associa um motor V6 2.6 biturbo, a gasolina, de 700 cv, e uma unidade elétrica de 270 cv (200 kW). O bloco de combustão gera potência para o eixo motriz traseiro, enquanto o motor elétrico para as rodas dianteiras, e ambos foram concebidos em parceria com a empresa Marelli. A bateria de alta tensão de 900 V que alimenta o propulsor elétrico foi desenvolvida em conjunto com a TotalEnergies/Saft. A Michelin fornece os pneus.

O hipercarro da Peugeot mede 4,995 metros de comprimento, 2 metros de largura e 1,145 m de altura, pesando 1030 quilogramas, e nos últimos 25 dias cumpriu mais de 10.000 quilómetros de testes, que, todavia, decorrem desde dezembro de 2020 em cinco circuitos diferentes: Portimão, Le Castellet, Motorland Aragon, Barcelona e Magny-Cours.

Seis pilotos oficiais

São seis os pilotos que comporão as duas formações que estarão na estreia do Peugeot 9X8, nas 6 Horas de Monza: o escocês Paul Di Resta, os franceses Loïc Duval e Jean-Éric Vergne, o dinamarquês Mikkel Jensen, o brasileiro Gustavo Menezes e o inglês James Rossiter. A divisão dos pilotos será formalizada ao longo das próximas semanas, na sequência dos derradeiros testes a realizar antes da entrada oficial em competição. Após Monza, os Peugeot 9X8 irão competir nas 6 Horas de Fuji (setembro) e nas 8 Horas do Bahrain (novembro), ainda no WEC de 2022.

Jean-Éric Vergne, piloto francês de Fórmula E, campeão desta disciplina de monolugares elétricos nas temporadas de 2017-18 e 2018-19, declara-se «motivado e otimista» com o projeto da Peugeot Sport para a categoria Hypercar do Mundial de Resistência e em especial para Le Mans, a primeira vez na sua carreira em que participa no desenvolvimento de um carro de competição «desenhado e concebido a partir de uma folha em branco».

«Entramos para vencer, claro, mas encarando o desafio com humildade e moderação, porque estavamos a estrear-nos nesta categoria. Não será fácil, mas tentaremos lutar com a Toyota pela liderança o mais rapidamente possível. Já na primeira corrida é improvável. Vamos ver», afirmou o piloto de 32 anos, que está satisfeito com o ponto de desenvolvimento do Peugeot 9X8.

«Sempre que mudamos de circuito de testes, o carro evolui muitíssimo, tornando-se cada vez mais competitivo. Em Portimão, por exemplo, tem estado ótimo. Estamos a atingir um ponto de fiabilidade que nos permite encarar com confiança a primeira corrida, em Monza, de 6 horas, bem mais curta do que as de 24 Horas. Mas lá chegaremos. Os problemas no carro são cada vez menos e menos graves. Já superámos muitas etapas de desenvolvimento».

Vergne, que foi piloto de Fórmula 1, da Toro Rosso, entre as temporadas de 2012 e 14, destacou, igualmente, o «design disruptivo» do 9X8, devido à ausência de asa traseira. «Concluímos que temos o mesmo nível máximo de força descendente no eixo traseiro permitido pelos regulamentos. Por isso decidimos continuar a evoluir o carro sem esse apêndice aerodinâmico, o que considero uma mais-valia no desenho, na imagem. É importante, por ser diferenciador pela positiva».     

Os 'pais' do Peugeot 9X8

Jean-Marc Finot, diretor da Stellantis Motorsport, considera que o Peugeot 9X8 «é o resultado de um intenso trabalho de equipa entre as estruturas Desportivas e de Design», com o apoio dos parceiros principais da marca e cruciais nas respetivas áreas de especialização». Para o francês, «o sucesso na competição só pode derivar desta fusão de competências».

Olivier Jansonnie, o diretor técnico da Peugeot Sport, destaca o cumprimento da promessa feita no verão passado pelo construtor, referindo que o «desafio dos últimos meses tem sido duplo: a equipa reconstruiu-se enquanto concebia uma viatura, desenvolvendo-a para a competição». Jansonnie garante que «nada substitui a competição» e reconhece a «ansiedade para avaliar o potencial do Hypercar híbrido-elétrico, que serve de montra às competências nomeadamente em matéria de hibridização da marca Peugeot».

«O compromisso da Peugeot com o WEC é mais uma prova da criatividade e da paixão inata da marca pela competição. Contribui, ainda, para a transferência essencial de tecnologias das corridas para os modelos de série, nomeadamente no domínio da eletrificação. Para participar na transição energética a empresa compromete-se a produzir uma gama 100% eletrificada até 2024 e, para que possamos dar os próximos passos para uma oferta europeia 100% elétrica em 2030, queremos destacar-nos neste campo», acrescenta Linda Jackson, diretora da marca francesa.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade