Kia Sportage 1.6 CRDi TX

Política corretiva

TESTE

Por Paulo Sérgio Cardoso 04-05-2019 13:00

Fotos: Gonçalo Martins

O anterior Kia Sportage 1.7 CRDi deixou de ser... politicamente correto. Para o seu lugar entra agora ao serviço o mais recente bloco Diesel de 1,6 litros (já conhecido no Ceed e no primo Hyundai Tucson, por exemplo) que conta com a ajuda de aditivo AdBlue para enfrentar as cada vez mais restritivas normas antipoluição estipuladas pelas organizações governativas europeias.

A Kia decidiu acompanhar o upgrade mecânico do Sportage com uma ligeira revisão de imagem e conteúdos, apenas e só levemente percetível pelos mais atentos, que conseguirão descortinar diferenças ao nível do desenho dos para-choques e óticas, com especial enfoque no efeito agora criado pelos grupos posteriores. Tanto a grelha dianteira como a moldura dos faróis de nevoeiro conferem jovialidade extra, mas as mexidas são pouco evidentes...

O interior seguiu semelhante orientação de discrição, com as mexidas a não irem além do novo volante com alguns dos botões do computador de bordo a surgirem agora de toque metálico, grafismo do painel de instrumentos ligeiramente modificado e ainda leve arranjo estético nas saídas de climatização centrais. Mais prática e evidente será a introdução do travão de mão elétrico nesta versão TX.

No visor do computador de bordo surge agora a indicação do nível de ureia, respeitante ao AdBlue, cujo depósito alojado na zona traseira da carroçaria é o culpado pela redução registada na capacidade da mala (de 503 para 476 litros), com autonomia média aproximada para cerca de 8000 km.

Sobre o trabalho do estreante bloco 1.6 CRDi, de referir a superior suavidade de funcionamento face ao anterior 1.7 CRDi, resultando em inferior número de decibéis que chegam ao habitáculo em situações de aceleração. A subida de forma, dos 115 para os 136 cv reflete-se nas performances, com ganho de 1 s na aceleração de 0 a 100 km/h e quase 2 s na recuperação de 80 a 120 km/h em quinta velocidade. As relações de caixa estão bem ajustadas entre 1.ª e 5.ª, notando-se apenas a sexta relação bem mais longa, servindo de contributo para o encaixe do 1.6 CRDi nas ditas normas ambientais de 2019 em diante. Como tal, apenas em sexta se nota alguma dificuldade em que o motor saia de regimes abaixo das 2000 rpm, bem patente nos 15,1 s que demora a subir dos 80 aos 120 km/h com a referida relação engrenada.

Por outro lado, e ao contrário do que acontecia com o mais poluente e gastador 1.7, os consumos do novo bloco 1.6 CRDi são bem mais simpáticos, pelo que não será agora difícil rolar em torno dos 6,5 l/100 km, ou seja, quase menos 1 litro por cada 100 km!

A versão TX será a mais procurada no mercado nacional (abaixo, existe versão SX com variante de 115 cv deste motor e preços a partir dos 28.990 €, aproveitando-se campanha em vigor) e surge com revestimentos dos bancos em pele e tecido, climatização automática, alerta de saída de faixa de rodagem, aviso de aproximação em caso de acidente, indicação dos limites de velocidade, sistema de navegação, sensores de parque à frente e atrás associados a câmara traseira e jantes de 19’’, apenas para salientar os mais evidentes. O que, associado à referida campanha, que inclui desconto direto de 6500 €, podendo chegar aos 8000 € mediante recurso a solução de financiamento da marca, somando-se os 7 anos de garantia geral (e outros tantos na atualização do sistema de navegação, e sem deixar de fora a oferta da primeira anuidade do IUC, no valor de 181,25 €), fazem deste SUV uma das propostas mais racionais do segmento, com os pouco mais de 30 mil euros a surgirem como praticamente inalcançáveis pela concorrência – em particular por no início de 2019 os SUV Diesel deste segmento terem sofrido, em média, aumentos de preços na ordem dos 3500 € apenas e só relacionados com impostos.

O interior do Sportage está longe de ser o mais atraente ou moderno, mas o certo é que a simplicidade ergonómica facilita a interação. Tal como a condução, simples e intuitiva, marcada por conjunto muito sólido, à prova de ruídos parasitas e suficientemente espaçoso e funcional para a família.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

KIA SPORTAGE

1.6 CRDI TX

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1598 cc
Alimentação Inj. direta CR, TGV, Intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16v
Potência 136 cv/4000 rpm
Binário 320 Nm/2000-2250 rpm
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Manual de 6 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Ind. multibraços
Travões F/T Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11,4 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,485/1,855/1,635 m
Distância entre eixos 2,67m
Mala 476-1469 litros
Depósito de combustível 62 litros
Pneus F 7.5x19 - 245/45 R19
Pneus T 7.5x19 - 245/45 R19
Peso 1658 kg
Relação peso/potência 12,2 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 180 km/h
Acel. 0-100 km/h 11,2 s
Consumo médio 5 l/100 km
Emissões de CO2 164 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 7 anos ou 150.000 km
Pintura/Corrosão 5/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 181,25 €

Medições

KIA

Acelerações
0-50 km/h 3,7 s
0-100 / 130 km/h 11/18,8 s
0-400 / 0-1000 m 17,8/32,7 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 5,5 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 6/7/10,3 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 8,4/10,4/15,1 s
Travagem
100-0/50-0km/h 35,9/9,3 m
Consumos
Consumo médio 6,3 l/100km
Autonomia 984 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE