Peugeot 508 SW 1.5 BlueHDI Business Line

Muito mais do que imagem

TESTE

Por João da Silva 22-10-2019 09:05

Fotos: Gonçalo Martins

A imagem da carrinha 508 impressiona pela positiva. Falamos com base na nossa opinião e na do público em geral que se tem manifestado nacional e internacionalmente encantado pelas linhas da break radical francesa. No círculo mais próximo de amigos e familiares, as opiniões foram também favoráveis, mas surgiram algumas reservas quando explicámos que o motor era um 1,5 litros a gasóleo com 130 cv: «isso deve ser muito fraco para um carrão destes» ou «isso arrasta-se», foram alguns dos comentários que registámos.

Nada disso é verdade. E pode comprovar-se nas medições das acelerações e recuperações que publicamos na ficha técnica, as quais, não sendo exuberantes, acabam por convencer tendo em conta o rácio peso potência (11,38 kg/cv) pouco favorável. Mas, ainda assim, consideramos meritório o seu desempenho na globalidade das situações, e ao qual não é obviamente alheia a capacidade técnica da plataforma, bem como a sua leveza e o respetivo trabalho aerodinâmico efetuado na carroçaria e que não obriga a grandes explicações técnicas, pois basta olhar para a sua linha fluida para se perceber que a resistência ao ar é diminuta. cumprindo na plenitude com a sua vocação familiar e com o seu posicionamento comercial, evoluindo com facilidade em todas as circunstâncias. Mais: a suavidade de funcionamento da mecânica e da caixa de velocidades, bem como a boa insonorização do habitáculo, garantem viagens silenciosas.

Mas é o consumo frugal o trunfo maior deste 1.5 BlueHDi de 130 cv, mecânica capaz de rodar com médias abaixo dos 5,5 litros a cada cem quilómetros numa condução despreocupada. Durante a realização do nosso teste, apurámos média de 5,6 l/100 km (mais 0,6 do que o anunciado), o que corresponde a uma autonomia de cerca de 980 quilómetros com um depósito de 55 litros de gasóleo. Nada mau.

Gostámos muito da posição de condução envolvente e bem centrada com todos os comandos, com o i-Cockpit a apresentar-se na melhor versão que lhe conhecemos e que inclui volante com secções inferior e superior planas que melhora a visualização do painel de instrumentos totalmente digital e configurável de acordo com os gostos do utilizador, seja em termos de decoração ou de informação. Realce, ainda, para a qualidade da maioria dos materiais e para o rigor dos acabamentos, num conjunto que resulta ao mesmo tempo requintado, ergonómico e prático.

Em suma, o interior da carrinha 508 é um espaço acolhedor e agradável em qualquer posição onde se viaje (ok, o lugar central traseiro é-o um pouco menos pelas questões habituais: assento e encosto salientes), mesmo que a habitabilidade não seja referencial, assim como a volumetria da bagageira (530 litros) fatores que a Peugeot de certa forma desvaloriza, como ouvimos um responsável referir na conferência de imprensa da apresentação nacional do modelo: «não temos a carrinha com mais espaço do mercado, nem sequer a maior bagageira, mas temos um automóvel que cumpre de forma razoável esses requisitos e que oferece simultaneamente prazer de condução».

Concordamos inteiramente: a carrinha 508 é, tal como a berlina, muito agradável e fácil de conduzir, surpreendendo pela forma como conjuga conforto e eficácia dinâmica e, apesar da escassez da potência, alguma diversão ao volante. Conduzimos, por exemplo, a 508 SW durante muitos quilómetros nas estradas alentejanas, em percursos que alternavam entre retas longas e sequências de curvas e contracurvas, e nem sempre com piso bom, como infelizmente muitas vezes acontece nas estradas secundárias do interior esquecido do nosso país. Contudo, a direção bem comunicativa, o baixo centro de gravidade e a nítida leveza do conjunto proporcionam condução segura e até entusiasmante. Os modos de condução permitem afinar um pouco mais as respostas da mecânica e eletrónica, mas a verdade é que neste 1.5 Diesel é difícil perceber diferenças importantes na resposta do motor ao acelerador.

O equipamento de série desta versão Business Line (apena a segunda na hierarquia da gama) é interessante, contando com banco do condutor com regulação lombar e ajuste elétrico da inclinação do encosto, navegação 3D, ajuda ao estacionamento e Pack Safety Plus, que inclui Pack Safety, assistente automático de luzes de máximos, reconhecimento dos painéis de velocidade, alerta de ângulo morto e de fadiga por análise de trajetória. 

«Muito mais do que uma cara bonita», podia ser o slogan da carrinha 508, pois há muito para elogiar na variante mais familiar do modelo francês, nomeadamente a qualidade geral e a ergonomia do habitáculo, o desempenho dinâmico de exceção e o elevado nível de conforto. Sobre o motor 1.5 BlueHDi, acoplado à caixa automática de 8 velocidades, elogie-se a sobriedade de funcionamento, com disponibilidade em quase toda a faixa de regimes, e, sobretudo, a frugalidade.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

PEUGEOT 508

SW 1.5 BLUEHDI BUSINESS LINE

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1499 cc
Alimentação Inj. direta CR, TGV, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16v
Potência 130 cv/3750 rpm
Binário 300 Nm/1750 rpm
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Automática de 8 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Ind. Multibraços
Travões F/T Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/10,8 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,778/1,859/1,420 m
Distância entre eixos 2,793m
Mala 530-1780 litros
Depósito de combustível 55 litros
Pneus F 215/60 R16
Pneus T 215/60 R16
Peso 1480 kg
Relação peso/potência 11,38 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 210 km/h
Acel. 0-100 km/h 10,1 s
Consumo médio 5 l/100 km
Emissões de CO2 131 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 2 anos sem limite de km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 146,79 €

Medições

PEUGEOT

Acelerações
0-50 km/h 3,3 s
0-100 / 130 km/h 10,2 s
0-400 / 0-1000 m 17,4/31,5 s
Recuperações
40-80 km/h (D) s
60-100 km/h (D) 5,8 s
80-120 km/h (D) 7,8 s
Travagem
100-0/50-0km/h 35/9 m
Consumos
Consumo médio 5,6 l/100km
Autonomia 982 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE