Audi S7 Sportback TDI Quattro Tiptronic

Diesel, sim!

TESTE

Por João da Silva 29-03-2020 09:10

Fotos: Gonçalo Martins

Na nova geração do S7, a versão mais desportiva do executivo da Audi, a marca alemã contrariou a tendência e apostou em mecânica V6 Diesel com 349 cv e 700 Nm que recorre a um mais eficiente compressor elétrico (EPC) associado a um sistema elétrico primário de 48 V (MHEV).

A ideia desta solução é melhorar as respostas da mecânica e, ao mesmo tempo, incrementar a eficiência. Ou seja, fazer com que o S7 Sportback ande mais, gastando menos. A entrega do grande volume de potência é feita através da caixa de velocidades automática de oito velocidades tiptronic e de sistema de tração integral quattro. Na faixa de regime entre 2500 e 3100 rpm, a combinação do EPC e do turbocompressor permite um aumento instantâneo e uniforme do binário até ao pico máximo de 700 Nm, eliminando o denominado turbo-lag, o hiato de resposta plena do turbo comum, proporcionando, ao mesmo tempo, elasticidade e suavidade na entrega de potência, tão benéfica para as altas performances, como para a utilização quotidiana do automóvel, a mais baixas rotações do motor. Enquanto o EPC aumenta o desempenho do motor, o sistema MHEV ajuda a reduzir o consumo de combustível, segundo a Audi até 0,4 litros/100 km. Para isso contribui a capacidade de o dispositivo permitir aos novos Audi S TDI deslocarem-se até 40 segundos com o motor desligado a velocidades entre 55 e 160 km/h e de otimizar ainda os proveitos da travagem regenerativa.

Os resultados de toda esta teoria estão na ficha técnica, mais concretamente no espaço reservado às medições que efetuámos, onde se encontra inscrito o registo da aceleração 0-100 km/h em 4,9 segundos (o launch-control a funcionar tirou 0,2 s ao tempo de fábrica), 0-160 km/h em 11,7 s ou 0-200 km/h em 19,5 s. Registos sem dúvida impressionantes para berlina a gasóleo com mais de duas toneladas. E as retomas também não ficam atrás, como bem exemplifica a recuperação 60-100 km/h em 2,7 s. Naturalmente, estas prestações são efetuadas no modo Dynamic – um dos cinco à disposição; os outros são Efficiency, Comfort, Auto e Individual – , que torna o acelerador mais reativo e as passagens da caixa Tiptronic (que prima pela suavidade) mais rápidas. Na opção mais conversadora, Efficiency, não é disfarçado o hiato do turbo quando aceleramos a fundo, pelo que a correspondente aceleração sofre um atraso algo pronunciado se tivermos em conta que debaixo do capot está um V6 com 349 cv e 700 Nm...

Mas as boas prestações são apenas parte das virtudes desta mecânica e às quais é preciso acrescentar a suavidade e a quietude de funcionamento (a sonoridade do escape torna-se agradavelmente mais grave no modo Dynamic) e, pasme-se, a economia. Não temos a ilusão de que o leitor considere que a média por nós apurada de 10,1 litros a cada cem quilómetros seja um valor económico, mas pedimos-lhe que leve em consideração as circunstâncias especiais da potência, prestações e peso. Contas feitas, parece-nos que um valor médio em torno dos 10 litros não deve ser considerado como muito exagerado.

O S7 Sportback TDI conta, de série, com suspensão desportiva S sport com controlo de amortecimento, direção às quatro rodas e discos de travão ventilados. A suspensão desportiva S foi desenvolvida especificamente para as versões S e rebaixa a altura ao solo em em 10 mm no S7 Sportback. A condução deste enorme automóvel faz-se com um só dedo, de tão bem calibrada que está a direção. Não se espere, porém, grande feeling ao mexer o volante, pois se é certo que a direção é rápida e precisa, também o é que a comunicação com o condutor é muito filtrada. A não ser, claro, que se escolha o modo Dynamic, pois nesse caso a direção torna-se bastante mais comunicativa.

No automóvel que guiámos, equipado com eixo traseiro direcional com Controlo dinâmico da direção e Diferencial traseiro desportivo incluindo vectorização do binário, a manobrabilidade e a agilidade sobe aos píncaros, pelo que sentimos muitas vezes que estamos ao volante de automóvel muito mais pequeno e leve. É realmente impressionante a leveza de condução proporcionada por estas grandes e pesadas berlinas do fabricante alemão. Além da eficácia dinâmica, o S7 Sportback revela-se ainda tremendamente confortável, mérito da suspensão com controlo de amortecimento, exímia na forma como gere as imperfeições do asfalto ou as solicitações do condutor em viragens mais exigentes. E atenção, os pneus estão montados em jantes de 21 polegadas...

E o que dizer do habitáculo senão que é um espaço que rivaliza em requinte e conforto com as suites dos melhores hotéis de cinco estrelas? Ainda que naturalmente mais acanhado que um quarto de hotel, tem o tamanho certo para albergar passageiros dianteiros e dois traseiros (o lugar do meio traseiro é, como quase sempre, mais desconfortável) com comodidade e para proporcionar uma experiência de luxo, tranquilidade e quietude (todos os vidros são escurecidos, sendo que os laterais têm isolamento acústico) que só se vive a bordo de muito restrito número de automóveis.

«Um S7 a gasóleo?!», questiona-me um indignado adepto da marca dos anéis. Respondo que sim e, ao invés de argumentar ao descrever a ficha técnica, convido-o a dar uma volta à pendura. O sorriso aberto logo que as primeiras acelerações elevam a sonoridade do escape a decibéis que não deixam nenhum ouvido indiferente, confirmam que até os mais céticos esta mecânica V6 Diesel deverá convencer.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

AUDI S7

Sportback TDI Quattro Tiptronic

Motor
Arquitetura 6 cilindros em V
Capacidade 2967 cc
Alimentação Inj. direta CR, TGV, intercooler
Distribuição 2x2 a.c.c./24 v
Potência 349 cv/3850 rpm
Binário 700 Nm/2500-3100 rpm
Transmissão
Tração Integral
Caixa de velocidades Automática de 8 velocidades
Chassis
Suspensão F Eixo multibraços
Suspensão T Eixo multibraços
Travões F/T Discos ventilados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/12,2 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,979/1,908/1,417 m
Distância entre eixos 1,908m
Mala 525-1380 litros
Depósito de combustível 73 litros
Pneus F 8,5jx21 - 255/35 R21
Pneus T 8,5jx21 - 255/35 R21
Peso 2085 kg
Relação peso/potência 5,97 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 250 km/h
Acel. 0-100 km/h 5,1 s
Consumo médio 6,5 l/100 km
Emissões de CO2 170 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 4 anos ou 80.000 km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 634,74 €

Medições

AUDI

Acelerações
0-50 km/h 1,8 s
0-100 / 130 km/h 4,9/19,5 s
0-400 / 0-1000 m 13,2/24,2 s
Recuperações
40-80 km/h (D) 2,3 s
60-100 km/h (D) 2,7 s
80-120 km/h (D) 3,4 s
Travagem
100-0/50-0km/h 35,6/8,9 m
Consumos
Consumo médio 10,1 l/100km
Autonomia 722 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE