Lexus UX 300e Luxury

O passo seguinte

TESTE

Por Paulo Sérgio Cardoso 13-02-2022 07:00

Fotos: Gonçalo Martins

Com currículo firmado entre motorizações híbridas, a Lexus lança-se na eletrificação total, reforçando o carácter ‘premium’ do UX. Autonomia a rondar 300 km adequa-se à utilização quotidiana, em que o SUV deixa transparecer ímpar refinamento dinâmico, performances consistentes e elevada eficiência energética.

Parece não existirem dúvidas de que a Lexus é a marca premium mais associada a soluções híbridas. Faltava fazer a estreia no domínio da eletrificação total, cada vez mais... obrigatória. BEV pioneiro do fabricante japonês, o UX 300e é a versão 100% eletrificada do SUV compacto, visualmente distinguível da congénere híbrida 250h pela inscrição Electric na zona inferior das portas traseiras.

Sob o piso e a ocupar também um pouco da zona por baixo do banco traseiro está a bateria de iões de lítio, de 54,3 kWh, capacidade que pouco impressiona, mas que se mostra suficiente para garantir cerca de 300 km de autonomia média real, devido ao consumo (contido) do motor elétrico de 204 cv e 300 Nm, que entrega a energia às rodas do eixo dianteiro. Outro dos pontos positivos do Lexus UX 300e – e que também contribui para a eficiência do consumo – é o peso relativamente baixo (1785 kg) face a modelos do género.

A colocação da bateria na zona inferior do veículo contribui para rebaixar o centro de massa face ao 250h, trazendo benefícios à direcionalidade e ligeireza de movimentos da carroçaria, nunca chegando ao condutor a sensação de estar aos comandos de um veículo pesado – o que tantas vezes acontece ao volante de modelos 100% elétricos.

Mas o Lexus UX 300e não é apenas mais um elétrico no mercado. É um modelo carismático, apoiado no sucesso do formato SUV, e (quase) direcionado para quem realmente o deseje e passe a maioria do tempo ao volante entre cenários cosmopolitas. Porque, na verdade, olhando para o preço (elevado) conjugado com o sentido prático (reduzido), como que se esfuma qualquer apelo racional: face às dimensões, o UX tem interior estreito e pouco espaço para pernas no banco traseiro, com a reduzida superfície vidrada a não contribuir para a sensação de espaço; e bagageira mediana, não obstante ser maior (47 litros) face ao irmão 250h, fruto da inexistência de depósito de combustível.

Mais fácil é entrar e sair do habitáculo, com bancos a uma altura correta, bem como aceder à bagageira através do portão de abertura elétrica. Os bancos dianteiros são particularmente confortáveis, tendo o condutor a vantagem de poder usufruir de ajustes elétricos (banco e volante) para alcançar uma ótima posição aos comandos. Entre bancos, os mais atentos vão notar o novo desenho da alavanca da caixa de velocidades desta versão 100% elétrica do UX.

Num modelo de construção exímia e rigorosa atenção ao detalhe – atente-se, por exemplo, na suavidade de acionamento dos vidros elétricos, praticamente inaudível, ou no toque de todos os revestimentos em pele – fica por explicar a ausência de mais informações úteis ligadas ao funcionamento do sistema elétrico (casos do histórico de consumos, energia regenerada, percentagem efetiva da carga na bateria, etc.), não existindo qualquer menu no sistema multimédia (no monitor central de 10,3’’) dedicado ao veículo. Mais: o indicador de carga de bateria no painel de instrumentos é o mesmo ponteiro utilizado no UX 250h para evidenciar o nível de combustível no depósito...

O condutor tem ao dispor três modos de condução (Eco, Normal e Sport) geridos na haste colocada no topo direito do painel de instrumentos. As principais diferenças entre si estão na reação do motor ao acelerador, que é desde logo uma das principais virtudes deste UX 300e, pela forma linear como o motor elétrico responde aos intentos do condutor, quase ao nível da telepatia! Esta qualidade também é uma das que mais contribui para a enorme fluidez dinâmica e para a sensação de qualidade em movimento: tudo é dócil, do motor à direção, passando, obviamente, pelo amortecimento.

Para a harmonia contribuem igualmente as performances, beneficiando de lestas entregas de binário a despertarem vigorosos impulsos que chegam a gerar algumas perdas de motricidade. Numa condução rápida e fluida, o UX 300e mostra todo o seu potencial refinado e lesto, confortável e sereno, ágil e seguro. A resposta direta por parte da direção (cremosa, mas informativamente precisa) é um dos efeitos criados pelo rebaixamento do centro de massa, a que toda a carroçaria reage de forma harmoniosa. Tudo envolto num autêntico casulo insonorizado.

Conduzido de forma normalizada, mas descontraída, sem grandes preocupações com os gastos e em percursos que incluíram trajetos em autoestrada, os vários cuidados aerodinâmicos e o peso contido contribuem para consumos comedidos, que ficam facilmente abaixo dos 17 kWh/100 km, rubricando 300 km de autonomia média, próximo ao valor anunciado.

A Lexus ainda não aderiu à condução preditiva (ou seja, com adequação automática do andamento face aos limites de velocidade e aproximação de rotundas ou cruzamentos), estando o UX 300e dotado apenas de níveis regenerativos (travão motor) comandados através das patilhas no volante.

O UX 300e aceita carregamentos rápidos até 50 kW (50 minutos para reposição de 80% da carga) e se ligado a tomada doméstica precisa de cerca de 23 horas para uma carga total, permitindo o agendamento de hora e de dia(s) de semana – mas não é fácil navegar nos menus do computador de bordo, com dados visíveis apenas num pequeno ecrã à esquerda do velocímetro.

Melhor e perfeitamente adequada aos intentos refinados e premium do UX é a dotação de equipamentos desta versão topo da gama Luxury, que proporciona uma efetiva aspiração ao luxo graças a completo rol de ajudas eletrónicas à condução e manancial de mimos, como ajustes elétricos e aquecimento para volante e bancos, abertura elétrica da bagageira com sensor de pé, navegação em monitor de 10,3’’, excelente sistema de som Mark Levinson de 13 altifalantes, head up display, apenas para mencionar os mais carismáticos. Ao nível da exclusividade do UX entre os elétricos.

Não obstante estarmos na presença de versão (realmente!) topo de gama e os preços começarem nos 52.500 € (para clientes particulares, havendo que somar benefícios fiscais para empresas), o UX 300e é um elétrico caro. O rigor de construção, a insonorização, o conforto aveludado e a distinta experiência dinâmica ajudam a justificar o valor, bem como a confiança transmitida pelas garantias (geral e da bateria).

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

LEXUS UX

300e Luxury

Motor
Tipo Elétrico, magnetos permanentes
Potência 204 cv (150 kW)
Binário 300 Nm
Bateria Iões de lítio
Capacidade útil 54,3 kWh
Tempo de carga (0-80%) 50m (50 kW)
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Automática de 1 vel.
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Ind. triângulos duplos
Travões F/T Discos ventilados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/10,4 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,495/1,840/1,545 m
Distância entre eixos 2,64m
Mala 367 litros
Depósito de combustível -
Pneus F 215/60 R17
Pneus T 215/60 R17
Peso 1785 kg
Relação peso/potência 8,75 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 160 km/h
Acel. 0-100 km/h 7,5 s
Consumo médio 16,8 kWh/100 km
Autonomia 315
Garantias/Manutenção
Mecânica 7 anos/160.000 km
Pintura/Corrosão -
Bateria 10
Imposto de circulação (IUC) 0 €

Medições

LEXUS

Acelerações
0-50 km/h 3,1 s
0-100 / 130 km/h 7,6/12,4 s
0-400 / 0-1000 m 15,7/29,1 s
Recuperações
40-80 km/h (D) 3,0 s
60-100 km/h (D) 3,9 s
80-120 km/h (D) 5,3 s
Travagem
100-0/50-0km/h 36,6/9,2 m
Consumos
Consumo médio 16,8 kWh/100km
Autonomia 300 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE