Lightyear: até 11.000 km/ano sem custos

Start-up neerlandesa vai produzir a berlina elétrica com o “sistema de propulsão mais eficiente do mundo": faz 70 km diários só com a energia do sol.

Atualidade

Por VM 23-06-2022 16:52

O carregamento das baterias através do aproveitamento da energia solar irá ser uma realidade nos modelos de produção em série. A startup holandesa Lightyear posiciona-se na linha da frente da tecnologia que recorre a painéis fotovoltaicos incorporados no tejadilho ou no capot dos veículos com modelo que fará até 11 mil quilómetros só com a energia solar.

Chama-se Lightyear 0 e promete revolucionar o mercado dos veículos elétricos já a partir de novembro, quando estão previstas as primeiras entregas aos clientes – a produção arranca no outono. Em causa estão números absolutamente surpreendentes: 5,08 m de comprimento, 4 portas, 5 lugares e só 1,44 m em altura, para um coeficiente aerodinâmico recorde de 0,19 Cx, e com até 5,0 m² de painéis solares distribuídos pelo tejadilho e no capot, que servem para alimentar também a bateria de iões de lítio com 60 kWh de capacidade, prometendo autonomia para 625 km elétricos (máximo de 560 km em autoestrada a uma média de 110 km/h).

O módulo admite carregamentos externos (numa qualquer tomada doméstica recupera 32 km por hora), mas a caraterística diferenciadora está na possibilidade de usar também a luz solar para recarregar.

De acordo com as contas do fabricante, o Lightyear 0 pode percorrer até 11 mil quilómetros só com energia solar, o que significaria ligar à ficha para carregar a bateria apenas a cada sete  meses, considerando que um condutor percorre em média 35 km por dia útil (fins de semana e feriados fora da equação) e deixa o carro exposto ao sol.

Os preços do carro-solar vão arrancar nos 250 mil euros.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade