A zona central do painel de instrumentos, digital, pode tomar várias disposições informativas. Esta será a de leitura mais rápida Tal como no RS ‘normal’, o Trophy está disponível com caixa manual ou automática de dupla embraiagem (EDC), esta proposta por 3005 € É preciso ativar o modo de condução ‘Race’ para que o ESC (ESP) ‘adormeça’ na totalidade. Neste modo, grafismo específico São quase infinitas as combinações de afinação para resposta de motor, som do escape, ESP, etc. Entre as várias ‘afinações’ disponíveis, também é possível escolher uma entre as cinco cores de iluminação ambiente... O Trophy inclui o R.S. Monitor, onde todos os dados da condução podem ser consultados ‘em direto’ T O Trophy já inclui o volante em pele e Alcantara que custa 300 € no RS ‘normal’. Ambiente vincado por pormenores decorativos em vermelho. Em desportivo ‘à séria’, é de louvar a presença de travão de mão manual! Jantes de 19’’, com braços em vermelho, inspiradas nas utilizadas no concept R.S.01. Chamam-se ‘Jerez’, em honra ao circuito onde o R.S.01 foi visto pela primeira vez As excelentes bacquets da Recaro, em posição 20 mm mais baixa, obrigam a investimento de 4200 €, mas aliam-se na perfeição ao estilo racing do Trophy Chassis 4Control continua presente Motor 1.8 Turbo ‘toca’ nos 300 cv, dominados pelo autoblocante Os travões são ainda mais resistentes à fadiga No Trophy, potência do 1.8 turbo sobe de 280 para 300 cv Com recurso a financiamento, oferta de 5 anos de garantia geral A par das jantes específicas, a lâmina dianteira entre o pára-choques e a grelha, com a sigla ‘Trophy’, é das poucas diferenças estéticas Distinto sistema de escape face ao RS de 280 cv, com válvula que permite modular a sonoridade e os rateres em três níveis de ‘ação’

Renault Mégane RS Trophy

E, agora, ‘à séria’

TESTE

Por Paulo Sérgio Cardoso 23-06-2019 18:25

Fotos: Gonçalo Martins

Primeiro, aquilo que todos querem saber: o aumento de 20 cv, dos 280 até aos 300 cv, é notoriamente sentido (e depois devidamente verificado nas nossas medições) nesta nova e mais radical versão Trophy do Mégane RS. Mesmo comparando as acelerações desta unidade com caixa manual com as aferidas na unidade então testada da versão de 280 cv, dotada de caixa automática EDC de dupla embraiagem e função Launch Control, o Trophy chega 0,1 s mais rápido aos 100 km/h; e aos 400 metros já ganhou 0,3 segundos. Mais: as acelerações são praticamente coladas às do Honda Civic Type R (320 cv), com o nipónico apenas a ganhar uns pozinhos ao final do quilómetro de arranque, onde passa com 25,2 s registados nos cronómetro, face aos 25,3 s do Mégane (o Civic a 217 km/h e o Mégane a 214).

Como tal, o objetivo inicial parece (bem!) cumprido, com o condutor a sentir notoriamente na pele a superior capacidade de aceleração, em particular na segunda metade da faixa de regime, ou seja, das 3500 rpm em diante – de referir que com caixa manual o binário máximo é de 400 Nm, subindo para os 420 Nm se presente a transmissão automática.

Para reforçar o evidente aumento da carga emotiva, o Trophy faz-se acompanhar de novo sistema de escape que inclui válvula moduladora, cujo trabalho na sonoridade pode ser definido através dos vários modos de condução (Comfort, Neutral, Sport, Race e Personalizável). Ou seja, este Mégane quase que pode sussurrar para não incomodar em viagens mais longas em autoestrada, mas também consegue proferir sonoros rateres em desaceleração.

Os diversos modos de condução conseguem, aliás, condignamente transformar a ação do veículo em estrada, ao mesmo tempo que deixam chegar às mãos (e cérebro!) do condutor distintas sensações. Tudo com a ajuda do efeito do chassis 4Control, caracterizado pelo sistema de rodas traseiras direcionais, que, por exemplo, em Race, prolongam até aos 100 km/h o rodar das mesmas em sentido oposto às dianteiras, o que maximiza a agilidade.

Perfeitamente marcante nesta versão é a presença do Chassis Cup (que custa 1700 € no RS de 280 cv), definido pelas ligações ao solo mais firmes e autoblocante mecânico Torsen. Com estas afinações, a condução pode ganhar ainda mais intensidade emotiva, fazendo esta versão do Mégane RS mais sensorial e mecânica, em contraponto com o lado mais digital da versão de 280 cv. Tudo porque estas afinações permitem melhor entender o funcionamento da direcionalidade das rodas traseiras, com a direção a ganhar consistência informativa. A presença do autoblocante, além de muito ajudar a aproveitar toda a potência à saída das curvas, sem que a dianteira do Mégane queira alargar por demais a trajetória (lembre-se que o eixo dianteiro conta com geometria de pivot independente, ajudando à obtenção da melhor motricidade), também dá uma forte ajuda no momento de ataque às curvas, fazendo com que a frente feche melhor, em busca da zona do apex.

Por isso, além de substancialmente mais rápido e quente na forma como faz chegar ao condutor a subida das performances, o Trophy comporta-se como um desportivo mais puro e reativo, que ao mesmo tempo se descreve como mais fácil de conduzir depressa (e bem!), com movimentos de carroçaria melhor controlados. Depois, o sistema de travagem, a cargo de discos de travão bi-matéria, é outro dos elementos presentes neste tuning oficial da Renault Sport (RS), acompanhando a toada mecânica do Trophy, com o feeling perfeito do pedal de travão a somar-se a uma resistência à fadiga muito pouco comum em modelos fabricados em série.  

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

RENAULT MÉGANE

RS Trophy

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1798 cc
Alimentação Injeção direta, turbo, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16v
Potência 300 cv/6000 rpm
Binário 400 Nm/3200 rpm
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Manual de 6 velocidades
Chassis
Suspensão F Pivot independente
Suspensão T Eixo de torção
Travões F/T Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/10,3 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,364/1,875/1,435 m
Distância entre eixos 2,669m
Mala 384-1247 litros
Depósito de combustível 50 litros
Pneus F 245/35 R19
Pneus T 245/35 R19
Peso 1494 kg
Relação peso/potência 5 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 260 km/h
Acel. 0-100 km/h 5,7 s
Consumo médio 8,1 l/100 km
Emissões de CO2 183 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 2 anos s/ limite de km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 20000 km
Imposto de circulação (IUC) 238,66 €

Medições

RENAULT

Acelerações
0-50 km/h 2,6 s
0-100 / 130 km/h 5,9 s
0-400 / 0-1000 m 14,2/25,4 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 3,7 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 3,3/4,2/6,2 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 4,1/5,8/8,1 s
Travagem
100-0/50-0km/h 38,4/9,6 m
Consumos
Consumo médio 9,8 l/100km
Autonomia 510 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE