Toyota Yaris

Pronto para a luta

Apresentação

Por Vítor Mendes da Silva 08-02-2020 19:10

O Yaris surgiu no Velho Continente em 1999 e mudou a perceção que os europeus tinham da marca, trazendo muitos clientes novos. Hoje, com a 4.ª geração do bem-sucedido utilitário na rampa de lançamento, motivo de muito regozijo e alguma cautela. Afinal, trata-se de automóvel essencial para as contas no mercado europeu, com mais de 215 mil exemplares entregues só em 2018. Contudo, os diretores da Toyota afirmam confiança nas qualidades de produto desenvolvido a pensar no topo de categoria fundamental. O que vimos não dececionou. Ao contrário, com a certeza de que a Toyota foi capaz de interpretar bem o momento do segmento B, em autêntica transformação, com a necessidade de mais e melhor mobilidade nas principais cidades do continente e, ainda, a pressão para reduzir consumos e emissões poluentes.

Curiosamente, contrariando norma na categoria, o Yaris não cresceu de forma significativa. O fabricante japonês reduziu o comprimento total do utilitário em 5 mm, mas ao mesmo tempo aumentou a distância entre eixos em 50 mm. A Toyota aplica a plataforma TNGA pela primeira vez em carros compactos, a variante GA-B. Esta permitiu uma redução de 40 mm na altura total do veículo, sem comprometer o espaço interior, pois o condutor e passageiros estão sentados mais próximos do solo (o banco do condutor está mais baixo e mais para trás (60 mm em comparação com o Yaris atual).

No cockpit, as informações são apresentadas ao condutor a partir de três fontes interligadas: o ecrã central Toyota Touch, um ecrã TFT no painel de instrumentos e um head-up display de 10’’, e o tamanho do volante foi reduzido e está mais próximo do condutor, com um aumento de seis graus no ângulo de inclinação. Empírica e visualmente, a coisa funciona bem.

Ainda no posto de condução, nota para a altura reduzida do capot, que contribui para uma melhor visão do condutor. Já a adição de 50 mm à largura do carro gera mais espaço na frente e na traseira, enquanto o aumento da largura das vias dianteira e traseira aumentam a aparência mais larga e mais baixa da nova geração Yaris.

Menos relevantes para a utilização do automóvel, mas importantes para a imagem do modelo, são as alterações na estética. À frente, grelha nova, grupos óticos redesenhados (integram luzes com tecnologia LED); no perfil, alteração no formato das cavas das rodas, na traseira… tudo novo!

O centro de gravidade do novo veículo está 15 mm mais baixo do que o modelo atual. Depois, com o objetivo de melhorar as qualidades dinâmicas de automóvel com rigidez torsional aumentada em 35%, buscando redução do rolamento da carroçaria aumentando a agilidade em curva, novo desenho da suspensão dianteira e barra de torção traseira, molas mais macias e um aumento na rigidez de rolamento traseiro de 320 para 580 Nm/grau.

Tecnologia híbrida

A nova tecnologia híbrida de quarta geração da Toyota faz a sua estreia na principal motorização do novo Yaris. Este sistema 1.5 Hybrid Dynamic Force é derivado diretamente dos sistemas híbridos maiores de 2,0 e 2,5 litros que foram introduzidos nos novos modelos Corolla, RAV4 e Camry. O sistema híbrido apresenta o novo motor a gasolina 1.5 de três cilindros em ciclo de Atkinson, com regulagem variável de válvulas. Assim como nos motores equivalentes de quatro cilindros 2.0 e 2.5, beneficia de medidas específicas para reduzir o atrito interno e as perdas mecânicas e otimizar o desempenho da combustão.

A caixa foi totalmente redesenhada, adotando uma nova estrutura de eixo duplo que o torna mais compacto (9%). O resultado é um conjunto de engrenagens com baixas perdas e dimensões mais compactas. O sistema também adota uma nova bateria de iões de lítio com um aumento na entrega da potência que permite uma aceleração mais rápida do veículo. Além de mais poderosa, a nova bateria é 27% mais leve que a bateria de hidretos metálicos de níquel que substitui.

O novo Yaris também estará disponível com motor a gasolina de 1 litro com três cilindros. 

A marca investiu a sério no novo Yaris, modernizando a imagem tanto do exterior como do interior, promovendo a qualidade do habitáculo e, segundo a marca, melhorando o conforto de rolamento e a dinâmica. Sentámo-nos no utilitário durante a apresentação estática que a Toyota promoveu em Amesterdão e confirmámos que está pronto para enfrentar concorrência numerosa e bem apetrechada

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação