DS 7 Crossback E-Tense 4X4

Tensão mediática

Apresentação

Por Paulo Sérgio Cardoso 01-03-2020 11:05

A DS, marca premium do Grupo PSA, inicia agora o caminho da eletrificação por intermédio da gama E-Tense, que tem como modelo de arranque (em paralelo com o totalmente elétrico DS 3 Crossback) a nova variante híbrida plug-in do SUV DS 7 Crossback. Ambos os modelos estão disponíveis para encomenda no mercado nacional, estando as primeiras entregas previstas para o final do primeiro trimestre deste ano. Fomos até à Cidade-Luz, perto do berço da marca, conhecer o mais luxuoso (e agora ecologicamente correto) DS 7 Crossback E-Tense, que até conta com sistema de tração integral.

A plataforma que serve de base ao maior dos atuais DS foi idealizada para acolher conjunto de baterias, as quais surgem montadas na zona inferior da carroçaria, em nada roubando espaço ao habitáculo ou zona da mala, que assim mantém os muito interessantes 555 litros. Sem beliscar as credenciais versáteis de SUV, o E-Tense do DS 7 associa dois motores elétricos (um montado no eixo traseiro e responsável pela locomoção quando o veículo rola em modo puramente elétrico, e outro associado à transmissão automática de 8 velocidades, servindo, maioritariamente, de boost à mecânica a gasolina) a unidade térmica 1.6 turbo a gasolina, totalizando o conjunto 300 cv e 520 Nm quando chamado à entrega do máximo desempenho, cifras que permitem aceleração dos 0 aos 100 km/h em 5,9 segundos e chegar aos 235 km/h – o E-Tense pode ainda atingir os 135 km/h em modo puramente elétrico.

Com a utilização de uma bateria de iões de lítio de 13,2 kWh de capacidade, a marca francesa admite que o DS 7 Crossback E-Tense possa percorrer até 58 km livres de emissões poluentes, em regime WLTP. Valor que nos parece, ainda assim, algo otimista, tendo em conta o que conseguimos apurar neste primeiro contacto dinâmico. Ligando a ignição, surge no curioso e muito completo painel de instrumentos digital (multiconfigurável) indicação para não mais de 30 km, que se veio a tornar realista com a utilização levada maioritariamente por entre o emaranhado trânsito da capital francesa. Segundo os responsáveis da marca, trata-se de questão ao nível do software que carece ainda de afinação, com a promessa de que à data da entrega aos clientes, os 58 km serão uma realidade.

Apreciámos a vigorosa entrega de potência, a suavidade com que o motor a combustão liga e desliga, bem como a atuação da caixa automática de 8 velocidades, que não teme trocas lestas se e quando selecionado o modo de condução mais desportivo entre os cinco disponíveis. No dia-a-dia, a melhor gestão do conjunto propulsor estará a cargo do modo Hybrid, com decisões de liga/desliga de acordo com a carga da bateria, velocidade a que se rola e forma como o condutor trata o pedal do acelerador. Como resultado final deste primeiro teste, registo de 6 l/100 km para os primeiros 160 km percorridos, partindo com baterias carregadas, e passagem por diversos cenários: cidade, autoestrada e vias secundárias, sempre em ritmos normalizados.

Todas as versões do DS 7 Crossback E-Tense têm a particularidade de contar com suspensão Active Scan, de amortecimento pilotado, que adapta a resposta dos amortecedores ao estado da estrada, via câmara que efetua leitura do piso. Outra das particularidades que reforçam a versatilidade de utilização do DS 7 enquanto SUV é o modo 4x4, que experimentamos por terrenos de superfície (muito) enlameada e de fraquíssima aderência, por onde o E-Tense passou com inesperado à vontade e quase sempre apenas com a utilização dos dois motores elétricos, pelo que a aposta passa, também, em usufruir de passeios fora-de-estrada em total silêncio. Onde se poderá, igualmente, apreciar a qualidade geral, a atenção ao detalhe e a miríade de pormenores que identificam a DS.

Os preços vão dos 53.800 € (Be Chic) aos 59.800 € da versão Grand Chic – ao que será preciso somar os diversos itens e ambientes de personalização disponíveis – sendo esta nova versão híbrida plug-in mais acessível face ao 2.0 BlueHDi, fruto da menor incidência fiscal na aquisição, pelo que poderá vir a ser um dos best-sellers da gama DS 7. A condução, além de confortável e prazenteira, resulta em grande serenidade em todos os cenários e percursos, não se podendo também descartar o facto que sob o pé direito estão 300 cv e 520 Nm de binário prontos a reagir. Por agora, os anunciados (e teoricamente homologados) 58 km de autonomia em modo puramente elétrico parecem não ser possíveis de alcançar, mas gostámos da gestão e de todo o funcionamento do módulo híbrido, que não esquece a possibilidade de rodar por caminhos fora do alcatrão.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

DS 7 Crossback

E-Tense 4X4

Motor térmico
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1598 cc
Alimentação Inj. direta, turbo, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16 v
Potência 200 cv/5500 rpm
Binário 300 Nm/3000 rpm
Motor elétrico
Tipo -
Potência 110 cv (F)+112 cv (T)
Binário 320 Nm (F)+166 Nm (T)
Bateria Iões de lítio
Capacidade da bateria 13,2 kWh
Módulo Híbrido
Potência 300 cv
Binário 520 Nm
Transmissão
Tração Integral
Caixa de velocidades Automática de 8 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Ind. Multibraços
Travões F/T Discos ventilados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/10,5 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,570/1,895/1,620 m
Distância entre eixos 2,738m
Mala 555-1752 litros
Depósito de combustível 43 litros
Pneus F 205/55 R19
Pneus T 205/55 R19
Peso 1900 kg
Relação peso/potência -
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 235 km/h
Acel. 0-100 km/h 5,9 s
Consumo médio 1,3 l/100 km
Emissões de CO2 30 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica -
Pintura/Corrosão -
Intervalos entre revisões -
Imposto de circulação (IUC) -

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação