Mercedes-Benz GLE Coupé

Privilégio ao dinamismo

Apresentação

Por Vítor Mendes da Silva 29-03-2020 19:35

Com o GLE Coupé, em 2015, a marca alemã da estrela respondeu à arquirrival BMW, pioneira da classe em que este formato adquire linhas mais desportivas, com o X6 em 2008, garantindo-lhe fortíssimo concorrente, desde logo pelo estilo tão ou mais acutilante do que o modelo adversário de Munique. Receita que a Mercedes apenas aprimorou na segunda geração da carroçaria dita Coupé do GLE.

Com os seus musculados ombros, a elevada linha de cintura e a altura ao solo que não é exagerada, o GLE Coupé tem agora silhueta que apela a um ainda maior dinamismo. Além de toda a diferenciação estética assente na linha descendente da zona final do tejadilho, o novo GLE Coupé distingue-se por apresentar distância entre eixos 60 mm mais curta face ao GLE, embora 20 mm acima do modelo da passada geração, o suficiente para garantir superior liberdade de movimentos e acesso mais facilitado aos lugares traseiros.

O interior é dominado pelos painéis digitais da instrumentação e do sistema multimédia MBUX, que fruto da aplicação de tecnologia de Inteligência Artificial, oferece superior fluidez de comandos vocais. A atmosfera ganhou requinte com vários pormenores exclusivos, a par de equipamentos avançados, o que contribui ainda mais para a sensação de luxo a bordo, num habitáculo amplo e onde existem mais centímetros em todas as direções do que no antecessor, por exemplo, inclusive na zona destinada às bagagens, cujo acesso foi melhorado e tem portão de abertura elétrica. A bagageira também cresceu 70 litros, podendo esticar dos 655 base até aos 1790.

Nas ligações ao solo, além de contar com jantes que poderão agora ir das 19 até às 22’’, o GLE Coupé poderá adotar a suspensão pneumática Airmatic, bem como novo sistema E-Active Body Control, com capacidade de gestão individual das forças de cada roda e para contrariar o adornar da carroçaria. De série, sistema de tração integral 4Matic, bem como caixa automática de 9 velocidades, 9G-Tronic.

A gama inicial irá contar com duas variantes do bloco 6 cilindros Diesel de 3 litros de capacidade: 350 d com 272 cv/600 Nm e 400 d com 330 cv e 700 Nm. O novo Mercedes-Benz GLE híbrido (Plug-in Hybrid) chega na segunda metade do próximo ano e, segundo o fabricante, conseguirá percorrer mais de 100 quilómetros em modo 100% elétrico (em vez de apenas 50 km na geração anterior), no seguimento do plano de estratégia de redução dos níveis de emissões do grupo alemão, e que inclui a eletrificação de toda a gama.

O GLE 350 de 4MATIC Coupé incorpora a 3.ª geração da tecnologia híbrida da Mercedes-Benz, com recurso a uma bateria maior, com 31.2 kWh de capacidade, obrigando à reconfiguração da secção posterior do carro, ligações ao solo incluídas.

Em estrada sobressai o tremendo conforto da suspensão pneumática e a insonorização do habitáculo, sem tremores ou vibrações indesejáveis vindas do módulo híbrido, em especial nas velocidades estabilizadas, a que se junta ainda a mais-valia de um consumo médio nada exagerado, tendo em conta as dimensões avantajadas do modelo. E, claro, talvez não se esperasse tanta agilidade e destreza ao nível da condução num SUV com este tamanho e quase 5 metros de comprimento. Na casa das máquinas está um motor de 4 cilindros com 2 litros a debitar 194 cv e 400 Nm, associado a unidade elétrica com 100 kW e 440 Nm. Contas feitas, são 320 cv e 700 Nm à disposição, para garantir prestações acima da média, vide aceleração de 0 a 100 km/h em pouco mais de 6 segundos!

A Mercedes ainda adaptou as funcionalidades do sistema Dynamic Select, que permite regular o desempenho dos elementos que influencia dinâmica e outros, às características do SUV, mas com privilégio à otimização das aptidões desportivas. Através do comando rotativo do dispositivo instalado na consola central, o condutor pode selecionar cinco modos de funcionamento da transmissão, Individual, Conforto (Comfort), Piso Escorregadio (Slippery), Sport e Sport+. A versão híbrida ‘plug-in’ acrescenta os programas Electric e Battery Level, para condução sem emissões. No modo 100% elétrico, o GLE Coupé tem velocidade máxima limitada a 160 km/h. Segundo o fabricante, nos postos de carregadores rápidos, as baterias recuperam até 80% da sua capacidade em apenas 20 minutos.

Mais ‘performance’

Na procura de mais performance, versão AMG 53 4Matic+ Coupé, a render 435 cv por intermédio do motor 3 litros biturbo a gasolina, a que se podem adicionar, por breves instantes, 22 cv e 250 Nm via sistema EQ Boost, alimentado por módulo elétrico de 48 V. Contas feitas, o Mercedes-Benz GLE 53 Coupé AMG acelera de 0-100 km/h em tão-só 5,4 segundos, anunciando velocidade máxima limitada a 250 km/h.

Para este modelo de altas prestações, a marca da estrela anuncia consumo médio de 9,3 l/100 km e 212 gr/km nas emissões de CO2 (valores de homologação no ciclo NEDC…).

Sistema de tração integral, caixa de velocidades e amortecimento foram especialmente desenvolvidos tento em conta as exigências de dinamismo e o carácter mais emotivo desta versão. Os modos de condução permitem, ainda, adaptar a resposta do veículo aos intentos do condutor.

O sistema de travagem foi igualmente alvo de revisão pelos especialistas do gabinete de versões desportivas da marca alemã, contando com discos dianteiros de 400 mm, em rodas com avantajadas jantes de 22 polegadas.

O GLE Coupé com o cunho da AMG também é rebaixado 15 mm nos modos Sport e Sport+. Na estética, para-choques de desenho específico, cavas das rodas mais largas, quatro saídas de escape do sistema especialmente concebido pela AMG e um difusor maior. No interior, destaque para os bancos desportivos e todos os apontamentos de decoração em vermelho. 

Na renovação do Mercedes-Benz GLE (SUV e Coupé), a marca alemã da estrela de três pontas elevou bastante a fasquia da qualidade do automóvel em relação ao modelo estreante, de 2015. As mexidas efetuadas abrangem todos os aspetos essenciais do veículo, desde o coeficiente aerodinâmico otimizado, às mecânicas aperfeiçoadas, passando pelos mais modernos sistemas de apoio à condução e os conteúdos sofisticados dedicados ao infoentretenimento. Preparado para enfrentar a concorrência.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

MERCEDES GLE

53 4Matic+ Coupé

Motor
Arquitetura 6 cilindros em linha
Capacidade 2999 cc
Alimentação Inj. direta, turbo
Distribuição 2 a.c.c/24 v
Potência 435 cv/6100 rpm
Binário 520 Nm (770 Nm overboost)/1800 rpm
Transmissão
Tração Integral
Caixa de velocidades Automática de 9 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Eixo multibraços
Travões F/T Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11,8 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,939/2,010/1,730 m
Distância entre eixos 2,935m
Mala 655-1790 litros
Depósito de combustível 65 litros
Pneus F -
Pneus T -
Peso -
Relação peso/potência -
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 250 km/h
Acel. 0-100 km/h 5,4 s
Consumo médio 9,3 l/100 km
Emissões de CO2 212 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica -
Pintura/Corrosão -
Intervalos entre revisões -
Imposto de circulação (IUC) -

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação