Novos híbridos plug-in GLE (Diesel) e GLC (gasolina) na Mercedes

Atualidade

Por Auto Foco 11-09-2019 17:30

A Mercedes apresenta os novos híbridos plug-in GLE 350 de e GLC 300 e.

O Mercedes-Benz GLE 350 de 4MATIC tem módulo híbrido de 320 cv e 700 Nm, que associa motor a gasóleo de dois litros (194 cv) e motor elétrico alimentado por bateria de 31,2 kWh que permite ao SUV funcionar em modo exclusivamente elétrico durante 106 km (ciclo NEDC), determinante para atingir consumos ponderados de combustível de 1,1 l/100 km e de emissões de CO2 de 29 g/km.

A velocidade máxima pode chegar aos 160 km/h em modo elétrico (210 km/h em modo híbrido) e a aceleração 0-100 km/h cumpre-se em 6,8 segundos. A motorização híbrida tem acoplada uma caixa automática de nove velocidades.

O GLC 300 e 4MATIC também é um híbrido plug-in, que agrega mecânica a gasolina de dois litros com 211 cv e unidade elétrica, debitando em conjunto precisamente os mesmos 320 cv e 700 Nm do GLE 350 de 4MATIC. Neste modelo, a capacidade da bateria que alimenta o motor elétrico é de apenas 13,5 kWh, e por isso permite ao SUV compacto a autonomia EV de até 49 km (NEDC), e assim consumos ponderados de combustível de 2,2 a 2,5 l/100 km e emissões de CO2 de 51 a 57 (NEDC).

A velocidade máxima em modo 100% elétrico do GLC 300 e 4MATIC é de 130 km/h e em modo híbrido de 230 km/h. Na aceleração 0-100 km/h, este híbrido a gasolina, tão potente e mais leve do que o Diesel (GLE 350 de), demora apenas 5,7 segundos, menos 1,1 segundos. No GLC, a mesma caixa automática de nove velocidades.

Até ao final de 2019, a Mercedes-Benz terá mais de dez híbridos plug-in na sua gama – um portefólio atraente, desde o veículo compacto até ao porta-estandarte Mercedes-Benz Classe S. O objetivo é oferecer aos clientes mais de 20 variantes em 2020.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade