Lamborghini ressuscita Countach original

Cinco décadas depois do LP 500 Concept desenhado por Marcello Gandini, a Lamborghini ressuscitou o protótipo original de superdesportivo icónico

Vídeos

Por VM 01-10-2021 13:29

O Countach encontra-se entre os automóveis mais icónicos do fabricante fundado em 1963 e carateriza-se, igualmente, pelo facto de não contar com o nome de um touro.

A sua designação foi inspirada em palavras do dialeto da região de Piemonte: pronunciam-se «coon-tach» e correspondem à expressão de surpresa proferida por um empregado da marca quando viu o LP 500 Concept, estudo exposto em Genebra-1971.

A produção arrancou em 1974, com o LP 400, com V12 3.9 de 375 cv e tração traseira, e parou em 1990, com o LP 500 Quattrovalvole (455 cv), depois de fabricados 1883.

Agora, para celebrar os 50 anos do modelo icónico, a marca de Santa'Agata Bolognese fez renascer o protótipo que estreou no certame helvético, três anos antes de ser destruído numa prova de choque.

25.000 horas de restauro

No Polo Storico da Automobili Lamborghini, a divisão de restauro do construtor, os italianos dedicaram mais de 25.000 horas para trazer de volta à vida o LP 500, com recurso a componentes originais, alguns usados, e peças totalmente reconstruídas de acordo com as especificações da fábrica.

A recriação é tão minuciosa que o modelo utiliza inclusivamente réplicas dos Pirelli Cinturato CN12 que equipavam o showcar no salão de Genebra, há meio século. As borrachas apresentam as exatas medidas 245/60 R14 à frente e 265/60 R14 no trem posterior e são da gama Pirelli Collezione, uma linha de pneumáticos para automóveis clássicos fabricados entre 1930 e 2000, com o design de época, mas fabricados com compostos modernos.

O motor, também o V12 original, com 3.9 litros e a debitar 375 cv de potência.

Os arquivos do Polo Storico permitiram ainda recuperar a cor original "Giallo Fly Speciale". Para replicar com precisão o tamanho da carroçaria, os engenheiros recorreram a imagens 3D do chassis LP 400 – designação usada para o Countach de produção original, lançado em 1974 –, obrigando a 2.000 horas de trabalho para realizar o design exterior.

Regresso com tecnologia híbrida em 2022

Inspirada «na visão do futuro» de 1971, que tinha a assinatura de Marcello Gandini, da Bertone, a Lamborghini prepara o relançamento de edição nova do Countach, produzido em edição limitada (apenas 112 unidades, número que remete para nome de código do original da década de 1970: LP 112), mas com carroçaria e chassis em fibra de carbono reforçada com plástico, motor V12 6.5 com 780 cv – o sistema híbrido soma-lhe 34 cv, aumentando a potência para 814 cv.

O Countach LPI 800-4 revelado em Monterey (Califórnia, EUA) pesa só 1595 kg, devido à vantagem dos supercondensadores sobre as baterias convencionais (só 34 kg), o que beneficia tanto a dinâmica como as performances do modelo com tração integral, quatro rodas direcionais e jantes de 20’’ no eixo dianteiro e 21’’ no traseiro.

Para este hiperdesportivo comercializado por cerca de 2,2 milhões de euros (antes de impostos), a Lamborghini reivindica 355 km/h de velocidade máxima, 2,8 segundos no 0-100 km/h e 8,6 segundos no 0-200 km/h.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Vídeos