Peugeot 2008

Pequeno 3008, grande 208!

Apresentação

Por Ricardo Jorge Costa 25-10-2019 16:35

O final de 2019 e a entrada de novo ano serão promissoras para a Peugeot. Desde logo, com a chegada da segunda geração do 208, automóvel totalmente novo, da plataforma a versão 100% elétrica. No início de 2020, segue-se modelo tão ou mais importante comercialmente para o fabricante francês, considerando a tendência do mercado: a igualmente segunda geração do 2008, crossover subcompacto que sucederá a modelo original de 2013, ligeiramente renovado em 2016 e que é um dos best-sellers do segmento B-SUV.

O 2008 é precursor do estilo atual da Peugeot, fundado com o 3008 e o 5008 – o primeiro, a assumir-se com principal modelo de inspiração, o irmão graúdo, e com elementos de design atualizados mais recentemente no 508 e no vindouro 208. O 2008 adere à moda da concorrência e disponibilizará pintura bicolor e nas versões de equipamento superiores jantes de grande diâmetro (até 18’’), faróis LED e duas saídas de escape.

Ainda à imagem do utilitário, com que partilha plataforma e motorizações, o futuro crossover é um automóvel bastante maior no tamanho, desde logo no comprimento total, a que acrescenta 14 cm ao seu antecessor que se apresta a sair de cena, num total de 4,3 metros. O novo 2008 também será mais largo (3 cm, para 1,77 metros) e seguindo o padrão quase generalizado do desenho dos carros de hoje, maiores, mais largos e mais baixos, o sucessor terá menos 1,7 cm de altura, descendo para 1,54 metros). A distância entre eixos é igualmente maior (3 cm), o que permite antecipar ganhos de habitabilidade e confirmá-los na volumetria da bagageira, que aumenta significativos 96 litros, para 434 litros (VDA).

Igualmente garantido no interior está a mais moderna geração do i-Cockpit, o assim denominado painel de bordo exclusivo da Peugeot, com o volante de pequenas dimensões abaixo dos instrumentos e a completa digitalização dos ecrãs nas versões mais equipadas (de quatro, atualmente generalizadas na marca do leão: Active, Allure, GT Line e GT), incluindo amplo monitor tátil no centro consola central. A atentar às imagens do interior, o 2008 é tirado a papel químico do 208, como é a igualmente vasta dotação de tecnologias de apoio à condução e de infoentretenimento e conectividade, incluindo sistema de vanguarda na Peugeot Mirror-Link com compatibilidade para smartphone com Apple CarPlay e Android Auto.

Nas motorizações, à inédita elétrica já referida somam-se cinco de combustão, três a gasolina e duas Diesel, de 100 a 155 cv. Nas primeiras, motor 1.2 Puretech nas derivações de 100 cv (com caixa manual de seis velocidades), 130 cv (caixa manual ou automática de oito velocidades) e 155 cv (só automática). Na gama a gasóleo, duas versões do bloco de 1,5 litros Blue HDi, de 100 cv (caixa manual) e 130 cv (automática). De momento, a Peugeot reporta o novo 2008 só com tração dianteira.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação