Mercedes-AMG ONE: 1063 CV para estrada!

Hiperdesportivo... PHEV, com quatro motores elétricos e motor de combustão interna baseado no V6 1.6 Turbo da F1.

Apresentação

Por AF 02-06-2022 14:11

No nordeste da Grécia, na fronteira com a Macedónia, encontra-se o Monte Olimpo, a montanha mais alta de estado encaixado entre três mares, Egeu (leste), Jónico (oeste) e Mediterrâneo (sul), com 2918 m de altura. Na mitologia da Grécia Antiga, o berço da civilização moderna, os 12 deuses do panteão, os mais importantes, habitavam esta região. A história sobreviveu aos tempos e é adaptada, muito frequentemente, como metáfora…

No caso do automóvel, a Mercedes, para celebrar o meio centenário da AMG, desenvolveu superdesportivo muitíssimo especial, designado entre portas como «Project One».

Cinco anos depois (assinalando o 55º aniversário da AMG), aí está na sua versão oficial e definitiva, finalmente. O hiperdesportivo com tecnologia da Fórmula 1 – incorpora o mesmo sistema híbrido que os monolugares de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas utilizaram em 2017, modificado para utilização em estrada –, foi dos mais complicados e desafiantes projetos de sempre, reconheceu o construtor alemão.  

Mercedes-AMG ONE, o que é?

Considerando somente as marcas na linha da frente da indústria automóvel, o novo Mercedes-AMG competirá na superliga de McLaren P1 (916 cv), LaFerrari (963 cv) e Porsche 918 Spyder (886 cv), três superdesportivos com tecnologia(s) da Fórmula 1, como a construção em fibra de carbono e os sistemas de propulsão híbridos, como motores elétricos a apoiarem mecânicas de combustão interna.

Sem esquecer, estética e performances fulminantes. Estas últimas, cortesia da mecânica híbrida ‘E Performance’ que combina um motor V6 a gasolina com 1.6 litros em posição central traseira, capaz de debitar 574 CV de potência às 9000 rpm (o que supõe uma potência específica de 359 CV/litro!), a que se juntam quatro motores elétricos (um montado na cambota, outro integrado no turbocompressor e dois no eixo dianteiro), para potência total de 612 cv. Combinados: 1063 cv!

Seis programas de condução

O Mercedes- AMG ONE pode acelerar a 352 km/h, velocidade máxima limitada eletronicamente, mas este coupé de dois lugares com 4,76 metros de comprimento, 2,01 metros em largura e só 1,26 metros de altura, impressiona com outros números: 2,9s de 0 a 100 km/h; 7s no 0-200 km/h e 300 km/h atingidos em apenas 15,6s…

Para lidar com tanto ‘músculo’, suspensão do tipo push-rod, aerodinâmica ativa e tração integral variável AMG Performance 4MATIC+ (motores elétricos movem o eixo dianteiro com vectorização de binário, enquanto o motor de combustão movimenta as rodas traseiras por intermédio de uma nova caixa automática de sete relações, com diferencial autoblocante) e seis modos e condução:

Race Safe: programa padrão com modo de condução híbrido, com arranque em modo elétrico.

Race: modo de condução híbrido com uma estratégia de carregamento especial. O motor de combustão interna está sempre em funcionamento e pode carregar a bateria de alta tensão com mais potência para que o condutor tenha sempre a máxima potência elétrica.

EV: modo elétrico exclusivo.

Race Plus (para pista): recursos aerodinâmicos ativos, altura do chassi rebaixada em 37 mm no eixo dianteiro e 30 mm no eixo traseiro, afinação do chassis mais rígido, gestão de energia especial.

Strat 2 (para pista): recursos aerodinâmicos ativos, afinação ainda mais rígida. Potência máxima de todos os motores, como na fase de qualificação na Fórmula 1.

Individual – Configurações personalizadas de acordo com preferências específicas para modos de estrada.

O controlO de estabilidade possui três modos de operação: ativo, desconectado e um intermédio chamado Sport Handling (desportivo).

Bateria 

O ONE poderá conduzir-se na estrada, até em modo de ação elétrica, com cerca de 18 km de autonomia.O sistema elétrico funciona a 800 V, sendo que bateria de iões de lítio com capacidade de 8,4 kWh admite carregamento externos a partir de tomada de 3,7 kW (uma tomada doméstica de 16 A).

Quanto ao consumo deste carro de competição homologado para estrada, a marca anuncia 8,7 l/100 km (para emissões de apenas 198 g/km de CO2).

Mantém-se a produção limitada a 275 exemplares, embora existissem muito mais de 1000 interessados.

Preço: 2.275.000 €…

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação