Lotus confirma SUV 100% elétrico

Atualidade

Por Auto Foco 19-11-2020 17:48

O primeiro SUV da Lotus, previsto para 2022, deverá ter motorização exclusivamente elétrica, em vez de híbrida, como tinha sido anunciado pelo fabricante britânico.

O modelo já está em desenvolvimento adiantado, mas a chinesa Geely, construtor que é proprietário da Lotus, decidiu-se por priorizar a versão 100% elétrica, a que deverá seguir a alternativa híbrida.

Com o nome de código interno Lambda, os primeiros relatórios sobre o inédito SUV da Lotus remontam a 2016. Originalmente planeado com uma motorização híbrida a gasolina, o modelo será produzido numa seção específica da nova fábrica de mil milhões de euros da Geely em Wuhan, China, e será baseado na recentemente anunciada ‘Sustainable Experience Architecture’ do construtor asiático, que é transversal à Volvo e à Polestar, marcas que também fazem parte do consórcio da Geely. Todas as decisões de engenharia ainda serão tomadas em Hethel, no Reino Unido, na fábrica da Lotus, cujos responsáveis terão, ainda, a autorização para escolher os melhores componentes disponíveis no banco de órgãos do grupo chinês.

O próximo SUV da Lotus será oferecido em duas variantes elétricas (BEV); uma básica com dois motores a gerarem uma potência combinada superior a 600 cv e uma de topo de gama que poderá ultrapassar os 750 cv. Além disso, a Lotus pretende que ambas ofereçam uma autonomia não inferior a 580 km.

O objetivo da Lotus é, igualmente, que o seu SUV elétrico seja o mais leve do segmento, não poupando a esforços no recurso a materiais leves na sua construção. Para isso, os engenheiros do fabricante britânico de desportivos recorrerão ao conhecimento adquirido com o Evija, especificamente para a conceção do agregado motriz.

A Lotus vai revelar o seu SUV elétrico em 2022, mas o lançamento comercial só deverá aconteceu no ano seguinte.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade