Ford Mustang Mach-E: SUV elétrico na primavera desde 49.900 €

Atualidade

Por Ricardo Jorge Costa 01-12-2020 16:03

A Ford expande a gama Mustang pela primeira vez em 55 anos, trazendo o famoso 'pony-car' para uma era elétrica através do Mustang Mach-E, um SUV novo e totalmente elétrico.

Quando chegar ao mercado, em meados de março ou abril de 2021, o Mustang Mach-E estará disponível com opções de bateria ‘standard’ e com autonomia alargada, em versões de tração traseira ou integral, alimentado por um ou dois motores elétricos, respetivamente.

Na versão topo de gama, com a bateria de maior capacidade (98,8 kWh) e sistema de tração integral (4X), o Mustang Mach-E tem dois motores que debitam, em conjunto, uma potência total de 351 cv, e o veículo atinge uma autonomia de 540 km, segundo a regulamentação WLTP. O preço do automóvel é de 66.600 euros.

Com a mesma bateria, mas apenas tração traseira (RWD), o Mach-E dispõe de um motor que garante 269 cv e pode percorrer até 610 km. Nesta configuração, o SUV elétrico custa 57.320 €.

O Mustang Mach-E irá estar disponível numa versão com uma bateria de 75,7 kWh e tração total, com 269 cv e 400 km autonomia (preço: 57.840 €); e ainda com a mesma bateria e tração traseira, fornecendo também 269 cv, mas cumprindo 440 km com uma única carga (49.900 €).   

A Ford propõe uma Wallbox, que permite carregar a bateria com o equivalente a uma autonomia média estimada de 62 km por cada hora de carga – no Mustang Mach-E de tração traseira com bateria de maior capacidade. O cabo de carregamento caseiro Ford, de série, pode adicionar uma autonomia média estimada de 14 km por cada hora de carga, usando-se uma tomada doméstica. Um cabo de carregamento público também faz parte do equipamento do modelo.

Com um pico de potência de carregamento de 150 kW, o Mustang Mach-E com bateria maior e tração traseira poderá percorrer mais 93 km após 10 minutos de carga numa estação DC de carregamento rápido. Estima-se que o Mustang Mach E com bateria de menor capacidade carregará entre 10 a 80 por cento da sua carga em cerca de 38 minutos, numa estação DC de carregamento rápido.

O Mustang Mach-E tem três modos de condução exclusivos – Active, Whisper (Sussurro) e Untamed (Indomável) - cada um traduzindo uma dinâmica de condução específica. Destacam-se uma capacidade de resposta personalizada, controlos de direção mais desportivos, iluminação ambiente, sonoridade ajustada a uma autêntica experiência 100% elétrica, e animações dinâmicas no cluster de instrumentação, ligadas ao tipo de condução empregue.

Os travões têm pinças em alumínio da Brembo e as suspensões são adaptativas com sistema de amortecimento MagneRide.

Fazendo a sua estreia no Mustang Mach-E, a nova geração do sistema de comunicação e entretenimento SYNC, com grande ecrã de 15,5 polegadas do tipo tablet, em posição flutuante, como nos Tesla Model X e S. O automóvel ‘atualiza-se’ automaticamente, através da internet (over-the-air).

A tecnologia “Phone As A Key”4, que faz a sua estreia na gama da marca Ford no Mustang Mach-E. Recorrendo ao sistema Bluetooth, o veículo pode detetar os smartphones dos clientes, quando dele se aproximam, desbloqueando as portas do veículo e permitindo-lhes iniciar viagem sem que tenham necessidade de tirar os aparelhos dos bolsos ou usar um porta-chaves. Um código de backup pode ser inserido num teclado colocado no pilar B para desbloquear o veículo, e um outro código pode ser inserido no touchscreen central para iniciar e arrancar com o veículo, no caso de o telefone não ter bateria.

A bagageira traseira tem 402 litros de volumetria, chegando aos 1420 litros com os bancos traseiros rebatidos, e debaixo do capot dianteiro há um compartimento adicional com 100 litros de capacidade.

A Ford também irá disponibilizar uma versão especial de elevada performance, o Mustang Mach-E GT, com potência estimada de 465 cv e binário máximo de 830 Nm, permitindo ao SUV acelerar dos 0 aos 100 km/h em menos de 3,7 segundos.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade