Porsche Cayenne Turbo GT: o mais potente e rápido da espécie

Com o oito cilindros mais potente da Porsche (640 CV) e o estatuto invejável de SUV mais rápido no Nürburgring, o Cayenne Turbo GT chega a Portugal em setembro, com preços a partir de 259.527 €.

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 30-06-2021 11:28

O Cayenne alavancou o crescimento da Porsche, que não deixou de alimentar desde a introdução do original, em 2002. O SUV está na sua terceira geração de uma carreira de sucesso, que acaba de conhecer novo capítulo com a chegada de versão focada na máxima performance e dinâmica.

O novo Cayenne Turbo GT, o mais potente e rápido no catálogo do modelo da Porsche, apresenta-se com o motor V8 biturbo com 4 litros e potência ‘esticada’ aos 640 cv e um binário máximo de 850 Nm, mais 90 cv e 80 Nm do que o Cayenne Turbo Coupé.

No capítulo das performances, a marca alemã anuncia 3,3 segundos para a medição de 0 a 100 km/h (menos 0,6 segundos), com velocidade máxima de 300 km/h (mais 14 km/h).

Comparativamente ao Cayenne Turbo Coupé, o Turbo GT é 17 milímetros mais baixo e os componentes passivos do chassis como os sistemas ativos de controlo foram reformulados e otimizados para o comportamento dinâmico e performance.

Entre os ajustes específicos, a rigidez da suspensão pneumática com três câmaras aumentada até 15 por cento e reconfiguração do amortecimento do Porsche Active Suspension Management (PASM), assim como da Direção Assistida Plus e do eixo traseiro direcional.

O sistema de controlo ativo da estabilização da inclinação, Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC), funciona agora com software de controlo orientado para a performance, para ainda mais eficácia em curva a alta velocidade.

Face ao Turbo Coupé, as rodas dianteiras são uma polegada mais largas e o camber negativo aumentou em 0,45 graus para proporcionar aos novos pneus performance de 22”, Pirelli P Zero Corsa, especialmente desenvolvidos para o Cayenne Turbo GT, uma maior superfície de contacto com o asfalto.

Mecânica de campeão

O Cayenne Turbo GT defende o estatuto de SUV de produção mais rápido no Nürburgring (ao realizar uma volta completa aos 20,832 km do circuito alemão em 7min38,925s, retirou quase quatro segundos ao anterior máximo do Audi RS Q8), façanha que atesta credenciais fora de série. A começar pelo motor de oito cilindros, que é “apenas” o mais potente da Porsche atualmente.

A marca alemã explica que o V8 do Turbo GT diferencia-se do utilizado no Turbo Coupé em elementos fundamentais como a cambota, as bielas, os pistões, conjunto de distribuição e amortecedores de vibração torsional, desenhados para cargas mais elevadas.

Mas também a caixa Tiptronic S de oito velocidades e o sistema Porsche Traction Management (PTM) foram também modificados. Já o sistema de escape desportivo, incluído de série, com saídas colocadas ao centro, é específico para o Cayenne Turbo GT: a partir do centro do veículo, incluindo o silenciador traseiro, é feito em titânio de peso reduzido (sem silenciador central é conseguida uma poupança adicional de peso).

Dieta rica em fibra

Na estética, todo o lado mais ‘racing’ da nova versão se expressa na utilização elemento em fibra de carbono, no tejadilho e nas extensões das cavas das rodas em preto e nas lamelas colocadas ao longo do spoiler traseiro. As jantes GT Design de 22” em cor Neodímio são exclusivas, assim como o lábio do spoiler adaptativo extensível, o qual é 25 mm mais largo do que o utilizado no Turbo (força descendente aumenta em até 40 quilogramas à velocidade máxima.

 Sistemas em estreia

Na lista de dotação de série do novo Cayenne, destaque para os bancos dianteiros desportivos com regulação em oito vias, com Alcantara perfurada, destaques em cor de contraste em Neodímio ou Cinzento Ártico e designação ‘turbo GT’ nos apoios de cabeça.

Em estreia no Turbo GT, geração nova do sistema Porsche Communication Management (PCM), com nova interface para o utilizador, totalmente compatível com Android Auto e Apple CarPlay e a permitir total integração com Apple Music e Apple Podcasts.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade