'Cinto-me Vivo’: autoridades alertam para o uso do cinto de segurança

Atualidade

Por AUTO FOCO 20-09-2022 16:18

A campanha 'Cinto-me vivo' da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), Polícia de Segurança Pública (PSP) e Guarda Nacional Republicana (GNR) teve por objetivo alertar os condutores e os passageiros para a importância de utilizarem sempre – e de forma correta – os dispositivos de segurança.

Integrada no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, a iniciativa foi realizada em simultâneo com várias operações de fiscalização por parte da PSP e da GNR, nas localidades de Carcavelos, Bragança, Viseu, Vila Real, Viana do Castelo e Portalegre, assim como na região autónoma da Madeira.

Foram transmitidas 'in loco' mensagens importantes, tais como a necessidade de utilizar cadeirinhas homologadas no transporte das crianças, devidamente instaladas e adaptadas à altura e ao peso, além da utilização correta do cinto de segurança em todos os lugares dos veículos, mesmo nos percursos de curta distância.

Nas operações efetuadas entre 12 e 19 de setembro foram fiscalizados presencialmente 95.073 veículos, tendo sido registado um total de 20.365 infrações, das quais 966 relativas à não utilização ou utilização incorreta dos dispositivos de segurança.

Nesse mesmo período verificou-se um total de 3.183 acidentes rodoviários, dos quais resultaram nove vítimas mortais, 63 feridos graves e 1.048 feridos leves. Os nove acidentes com vítimas mortais – dos quais seis foram despistes de quatro automóveis ligeiros e de dois motociclos – ocorreram nos distritos de Braga (dois), Vila Real, Porto, Leiria, Lisboa, Setúbal, Évora e Faro. 

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 376 acidentes, mais duas vítimas mortais, menos 10 feridos graves e mais 191 feridos leves.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade