Grande Prémio de Itália: Verstappen também ganha em Monza

Campeão de 2021 tem bicampeonato (quase) na mão; primeira vitória no Templo da Velocidade e 11.ª em 2022, em 16 corridas! Atrás do piloto da Red Bull, Leclerc (Ferrari) e Russell (Mercedes)

Fórmula 1

Por José Caetano 11-09-2022 15:15

Max Verstappen, em Red Bull-RBPT, venceu a edição 73 do Grande Prémio de Itália, 72.ª em Monza, ganhando pela 11.ª vez (5.ª consecutiva!) no Mundial de 2022, em 16 corridas. Este resultado deixa o campeão de 2021 com a conquista do título de 2022 ao alcance na próxima ronda do campeonato, a 2 de outubro, no Circuito Marina Bay de Singapura!

 

Verstappen ganhou pela 31.ª vez na Fórmula 1, igualando o registo de 7.º melhor piloto de sempre na história do Mundial (Nigel Mansell), e estreou-se no pódio do Templo da Velocidade, o que aconteceu só à 9.ª temporada no campeonato. Max arrancou de 7.º na grelha de partida, mas assumiu a liderança da corrida pela 1.ª vez na volta 13 de corrida com 53 que terminou atrás do Safety Car, devido à falta de tempo para retirar o carro de Daniel Ricciardo (McLaren-Mercedes), imobilizado no circuito, após avaria.

 

Charles Leclerc (Ferrari) e George Russell (Mercedes) completaram o pódio de Monza e Nyck de Vries, compatriota de Max Verstappen campeão da Fórmula 2 em 2019 e da Fórmula E em 2021, tornou-se o outro protagonista do dia, ao tornar-se no 78.º piloto a pontuar na estreia no Mundial de Fórmula 1 – substituiu Alexander Albon na Williams (submetido a cirurgia de emergência, devido a apendicite) e acabou o grande prémio na 9.ª posição.

 

Classificações

1.º Max Verstappen, Red Bull-RBPT, 1:20.27,511 horas

2.º Charles Leclerc, Ferrari, +2,446 s

3.º George Russell, Mercedes, +3,405 s

4.º Carlos Sainz, Ferrari, +5,061 s

5.º Lewis Hamilton, Mercedes, +5,380 s

6.º Sergio Pérez, Red Bull-RBPT, +6,091 s

7.º Lando Norris, McLaren-Mercedes, +6,207 s

8.º Pierre Gasly, AlphaTauri-RBPT, +6,396 s

9.º Nyck de Vries, Williams-Mercedes, +7,122 s

10.º Zhou Guanyu, Alfa Romeo-Ferrari, +7,910 s

11.º Esteban Ocon, Alpine-Renault, +8,323 s

12.º Mick Schumacher, Haas-Ferrari, +8,549 s

13.º Valtteri Bottas, Alfa Romeo-Ferrari, +1 volta

14.º Yuki Tsunoda, AlphaTauri-RBPT, +1 volta

15.º Nicholas Latifi, Williams-Mercedes, +1 volta

16.º Kevin Magnussen, Haas-Ferrari, +1 volta

NÃO CLASSIFICADOS

Daniel Ricciardo, McLaren-Mercedes, abandono na volta 45

Lance Stroll, Aston Martin-Mercedes, abandono na volta 39

Fernando Alonso, Alpine-Renault, abandono na volta 31

Sebastian Vettel, Aston Martin-Mercedes, abandono na volta 10

VOLTA MAIS RÁPIDA: Sergio Pérez, em Red Bull-RBPT, com 1.24,030 m na volta 46, à velocidade média de 248,182 km/h

PRÓXIMO GRANDE PRÉMIO (17.º de 22): Singapura, no Marina Bay, a 2 de outubro

 

Mundial de Pilotos

1.º Max Verstappen, 335 pontos

2.º Charles Leclerc, 219 pontos

3.º Sergio Pérez, 210 pontos

4.º George Russell, 203 pontos

5.º Carlos Sainz, 187 pontos

6.º Lewis Hamilton, 168 pontos

7.º Lando Norris, 88 pontos

8.º Esteban Ocon, 66 pontos

9.º Fernando Alonso, 59 pontos

10.º Valtteri Bottas, 46 pontos

11.º Pierre Gasly, 22 pontos

12.º Kevin Magnussen, 22 pontos

13.º Sebastian Vettel, 20 pontos

14.º Daniel Ricciardo, 19 pontos

15.º Mick Schumacher, 12 pontos

16.º Yuki Tsunoda, 11 pontos

17.º Zhou Guanyu, 6 pontos

18.º Lance Stroll, 5 pontos

19.º Alexander Albon, 4 pontos

20.º Nyck de Vries, 2 pontos

21.º Nicholas Latifi, 0 pontos

22.º Nico Hülkenberg, 0 pontos

 

Mundial de Construtores

1.º Red Bull-RBPT, 545 pontos

2.º Ferrari, 406 pontos

3.º Mercedes, 371 pontos

4.º Alpine-Renault, 125 pontos

5.º McLaren-Mercedes, 107 pontos

6.º Alfa Romeo-Ferrari, 52 pontos

7.º Haas-Ferrari, 34 pontos

8.º AlphaTauri-RBPT, 33 pontos

9.º Aston Martin-Mercedes, 25 pontos

10.º Williams-Mercedes, 6 pontos

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Fórmula 1