Uma PlayStation em cada carro? Sony tem plano para ultrapassar a Tesla

Atualidade

Por VM 24-11-2022 10:29

Além de Apple e Xiaomi, a Sony é outro gigante nipónico da indústria do entretenimento e da tecnologia que também vai entrar no setor da mobilidade.

Fá-lo através de companhia nova, a Sony Honda Mobility Inc., que materializou em setembro o interesse na extensão da atividade aos automóveis. O acordo prevê o primeiro lançamento em 2026, um modelo que será fabricado nas instalações da Honda nos EUA, ficando a Sony encarregue de produzir os sensores e a tecnologia de ponta.

Criada pouco depois do final da II Guerra Mundial, por empresário (Akio Morita) e engenheiro (Masaru Ibuka), a Sony, companhia com sede em Tóquio, Japão, mudou a história quer do entretenimento, quer da tecnologia com mão-cheia de produções revolucionárias, vide Walkman (1978), Play-Station (1994) ou Blu-Ray (2006).

A Sony perdeu protagonismo para a Samsung, concorrente sul-coreana, mas dispõe de arsenal completo de tecnologias sofisticadas, como os sensores críticos para a condução autónoma do futuro, embora possa não ser essa a área a fazer a diferença para a concorrente Tesla.

O presidente da Sony Honda Mobility, Izumi Kawanishi, revelou em declarações ao Financial Times que o trunfo da companhia estará na oferta de mais e melhor entretenimento a bordo, música, filmes e videojogos. A ideia é disponibilizar ao cliente uma “experiência de entretenimento premium”, que a marca de Elon Musk não acompanha.

“A Sony tem conteúdo, serviços e tecnologias de entretenimento que movem as pessoas”, disse Kawanishi. “Estamos a adaptar esses ativos à mobilidade, e essa é a nossa força contra a Tesla.”

De acordo com aquele responsável, conteúdos como a PlayStation 5 podem ser adicionados aos veículos da empresa, pois é “tecnologicamente possível”, assegura Kawanishi.

“Estamos a desenvolver um carro como hardware que atenderá ao entretenimento e à rede que gostaríamos de oferecer”, acrescentou para explicar que tornar a utilização desses recursos mais fácil e segura será o foco no desenvolvimento de veículos autónomos.


 

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade